Dólar fecha a R$ 1,70; Bovespa valoriza 1%, acima dos 69 mil pontos

Imprimir

A recepção positiva dos mercados à ausência de medidas adicionais na China para combater a inflação impulsiona as Bolsas de Valores e contribuiu para derrubar os preços da moeda americana no mercado interno de câmbio.

O dólar comercial chegou a R$ 1,711 na cotação máxima do dia, sendo negociado por R$ 1,701 (perto da menor taxa registrada hoje) nas últimas operações, o que representa um declínio de 0,81% sobre a taxa do fechamento de ontem.

Nas casas de câmbio paulistas, o dólar turismo foi negociado por R$ 1,800 para venda e por R$ 1,650 para compra.

Ainda operando, a Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) registra ganhos de 1,01%, aos 69.035 pontos. O giro financeiro é de R$ 4,20 bilhões. Nos EUA, a Bolsa de Nova York sobe 0,39%.

O noticiário do final de semana foi bem visto nos mercados. Apesar da inflação chinesa ter superado a casa dos 5% em novembro (taxa anual), o governo desse país não se manifestou sobre medidas adicionais para conter a alta dos preços, além do aumento do recolhimento compulsório sobre os depósitos bancários (anunciado na sexta).

Profissionais do mercado ressaltam que mal-estar com a crise europeia, ainda longe de um desenlace, pode evitar uma desvalorização mais acentuada taxas de câmbio. O fluxo de saída, que aumenta no final do ano, também deve influenciar a formação dos preços.

Entre outras notícias importantes do dia, o boletim Focus, elaborado pelo Banco Central, mostrou que a maioria dos economistas do setor financeiro revisou para cima suas projeções para a inflação deste ano e de 2011. O IPCA prevista para 2010 passou de 5,78% para 5,85%. Para 2011, o índice projetado passou de 5,20% para 5,21%.

Já a estimativa para o dólar ao final deste ano passou de R$ 1,71 para R$ 1,70 e, para 2011, permaneceu em R$ 1,75.

JUROS FUTUROS

No mercado futuro de juros, que serve de referência para o custo dos empréstimos nos bancos, as taxas previstas recuaram nos contratos mais negociados.

A FGV revelou que a inflação medida pelo IGP-M (primeira estimativa) foi de 0,83% para dezembro, ante 1,45% em novembro (índice fechado). Economistas de corretoras previam uma variação em torno de 0,93%.

No contrato para julho de 2011, a taxa projetada caiu de 11,47% para 11,43%; para janeiro de 2012, a taxa prevista passou de 11,92% para 11,90%. Mas no contrato para janeiro de 2013, a taxa projetada passou de 12,32% para 12,33%. Esses números são preliminares e estão sujeitos a ajustes.

Fonte: Folha Online

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

bo togel terpercaya

situs togel terpercaya

situs togel terpercaya

10 situs togel terpercaya

situs toto

bo togel terpercaya

agen togel terpercaya

situs togel terpercaya

situs togel resmi

bandar togel online

bandar togel terpercaya

link togel

link slot dana

10 situs togel terpercaya

situs togel terpercaya

5 bandar togel terpercaya

situs toto

situs toto

bandar togel terpercaya

agen togel terpercaya

bo togel terpercaya

situs togel terpercaya

bandar togel terpercaya

slot deposit 5rb

situs toto

toto togel

situs toto

toto togel

situs toto

10 situs togel terpercaya

situs togel resmi

situs togel resmi

bandar togel terpercaya

bo togel terpercaya

situs togel terbesar

situs togel terpercaya

bo togel terpercaya