Colheita antecipada do café evita concorrência com mão de obra

Imprimir

 

O barulho das máquinas é sinal de que a safra de café arábica já começou na propriedade do agricultor Lucas Lopes, que fica em Três Pontas, no sul de Minas Gerais. Ele resolveu antecipar a colheita em cerca de 20 dias. “A ideia é antecipar a contratação de mão de obra para a colheita antes do período chuvoso”, diz.

Isso só foi possível porque ele aplicou nos pés de café um produto à base de etileno, hormônio que acelera e padroniza a maturação dos grãos.

O agricultor Roberto Rezende também usou da mesma estratégia em 10% da lavoura de 53 hectares. Já no cafezal onde o hormônio não foi aplicado, o café ainda está bastante verde, o que acontece na maioria das lavouras. A colheita deve começar pra valer mesmo na segunda quinzena de maio.

Em uma propriedade em Varginha, ninguém tem pressa. Como a colheita é quase toda mecanizada, Guido Reguim Filho não precisa contratar muita mão de obra e não concorre com outros agricultores, por isso, o hormônio de maturação passa longe da lavoura. “Vamos entrar mais tarde para colher um café melhor e com menos custo de produção", explica.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *