Cafeicultor de Cacoal vence 3ª edição do concurso de qualidade do café em RO

Imprimir
O jovem cafeicultor Dione Mendes Bento, de 25 anos, foi o grande vencedor do 3º Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Café (Concafé), realizado na sexta-feira (21) em Cacoal (RO). Neste ano, o concurso contou com 132 inscritos de 24 municípios de Rondônia.

E na família de Dione teve “dobradinha”, já que o pai de Dione, o cafeicultor Ronaldo da Silva Bento, foi bicampeão na categoria sustentabilidade. Os vencedores receberam premiações em dinheiro e os três primeiros colocados vão participar da Semana Internacional do Café, que ocorre em Belo Horizonte (MG).

Nesta edição do concurso houve a incrição de uma mulher, que ficou entre os 18 melhores cafés do estado, além de um indígena com a segunda melhor colocação na categoria qualidade.

Para ganhar em primeiro lugar no concurso, Dione apresentou um café com aromas de especiarias e toques florais, além de toques frutais como banana e mamão. Com o manejo adequado do grão, o jovem atingiu 85.31 pontos na nota, o que garantiu a vitória, além de uma premiação de R$ 12 mil.

Dione e o pai Ronaldo foram vencedores no concurso — Foto: Magda Oliveira/G1

“Minha produção é na Linha 10. Essa é a primeira vez que me escrevo nesse concurso e consegui ganhar. Quero agradecer a Deus e meus familiares que sempre me apoiam. Para conseguir um café de qualidade nós diminuímos o uso de agrotóxicos. Nosso café foi bem selecionado, lavado e seco na estufa”, contou Dione.

Premiação para indígena
A segunda colocação do concurso ficou para um indígena. Valdir Aruá, de Alta Floresta D’ Oeste (RO), atingiu 81.69 pontos na nota final.

O café produzido na Aldeia Rio Branco apresentava acidez cítrica, aroma de ervas, especiarias e amadeirado. Com o segundo lugar, Valdir recebeu R$ 8 mil e se tornou o primeiro indígena de Rondônia a ser premiado pela qualidade da produção do café.

“Eu estou muito orgulhoso em me tornar o primeiro indígena de Rondônia a ser ganhar esse concurso de café. Estou muito feliz e só tenho a agradecer a Deus e a todos que me incentivaram. Essa é a primeira vez que me inscrevo no concurso e produzo café de qualidade, mas já planto café há seis anos, mas somente agora passei a investir em café de qualidade”, contou Aruá.

Evento premiou os melhores cafés de Rondônia — Foto: Magda Oliveira/G1

Após essa etapa do concurso, os cafeicultores ganhadores vão para Belo Horizonte, onde participarão da Semana Internacional do Café, um dos maiores eventos do grão do mundo. Em 2017, Cacoal ficou com o segundo, terceiro e quarto lugar dos melhores café do Brasil.

Fonte: G1 Cacoal e Zona da Mata

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *