Café é tema de treinamento de férias na UFLA

Imprimir

Apresentar novos métodos de extração e como preparar bebidas especiais à base de café: esse foi o objetivo do treinamento de férias promovido pelo Núcleo de Estudos em Qualidade, Industrialização e Consumo de Café (QI Café) e Agência de Inovação do Café (InovaCafé) na Universidade Federal de Lavras (UFLA).

Aberto ao público, o treinamento foi realizado nos dias 29, 30 e 31 de agosto no Polo de Tecnologia em Qualidade do Café na InovaCafé e reuniu cerca de 25 pessoas. Os participantes conheceram métodos de preparo de café de forma filtrada, por pressão e infusão e como preparar café espresso, cappuccino e drinks à base do grão.

Os treinamentos foram ministrados pela Barista e Gestora em Inovação do Café, Helga Andrade e contou com o apoio da equipe de estagiários da Cafeteria Escola, novo ambiente que será inaugurado em outubro na UFLA, focado na conscientização e qualificação da comunidade sobre os diferentes métodos de preparo de café e na comercialização de bebidas especiais.

Michele Reis, pós-doutoranda em fisiologia vegetal da UFLA, e integrante do grupo de pesquisa do Consórcio Pesquisa Café, atuante no projeto de criopreservação de genótipos de café se declara fã e apreciadora da bebida, porém sempre quis saber mais sobres os métodos de preparo desde que entrou na UFLA, universidade referência na área. “Gostei muito da metodologia do curso, e aprendi coisas simples que podemos fazer em casa e podem melhorar a qualidade da bebida”.

“Queremos contribuir com a difusão de conhecimento sobre o café e uma excelente forma de instruir as pessoas é através de treinamentos práticos, onde elas podem entender os processos de produção, manusear os equipamentos e experimentar uma bebida de qualidade. Dessa forma estamos contribuindo, inclusive, com um movimento global que vem modificando a percepção do café como produto artesanal, diferenciado por inúmeros atributos, como qualidade, origem, torra e método de preparo, e comercializado de forma mais direta entre os elos da cadeia”, explica Helga.

Motivada pelo filho, a técnica de enfermagem, Suely Silva Diogo participou do treinamento e começou a mudar a forma de fazer o café em sua casa. Ela entendeu a importância de escaldar o filtro e outros utensílios utilizados no preparo e também irá abandonar o hábito de tomar o café no copo descartável. Também incentivada pela filha, a funcionária pública federal de Sete Lagoas (MG), Vera Lúcia Diniz, ficou encantada com as combinações que podem ser feitas com o café. Através do curso ela conheceu o autêntico cappuccino e quer levar o aprendizado para onde reside.

PRÓXIMOS TREINAMENTOS

Devido à grande procura pelos treinamentos, na segunda quinzena de setembro serão abertas novas turmas. Os interessados devem acompanhar a página da InovaCafé no Facebook para obter mais informações sobre as inscrições, datas e horários dos treinamentos.

Fonte: Ascom InovaCafé (Vanessa Trevisan)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *