Rede Social do Café será apresentada em reunião técnica na Unifemm

Imprimir

 

A UNIFEMM, Centro Universitário de Sete Lagoas, promoverá no mês de novembro, reunião técnica com o tema “Emprego da Educação a Distância na Disseminação de Conhecimentos e Transferências de Tecnologias no Meio Rural”. O evento tem o propósito de analisar o potencial da educação à distância para profissionais interessados ou envolvidos na agricultura irrigada. A iniciativa tem o apoio de duas Secretarias de Estado de Minas Gerais: Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SEAPA) e Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SECTES).

Apresentações e debates estarão na pauta da reunião que vai abranger temas relacionados como água, agricultura, educação, transferência de tecnologia e redes sociais.

O setor agrícola é o maior consumidor de água. A nível mundial, a agricultura consome cerca de 69% de toda a água derivada das fontes e os outros 31% são consumidos pelas indústrias e uso doméstico. No Brasil, quase metade da água consumida destina-se a agricultura irrigada e a expansão dessa prática se tornará uma questão preocupante, devido às restrições de disponibilidade de água.

Rede Social do Café – Um dos casos de sucesso a ser apresentado no evento será “Rede Social do Café – Construção Coletiva do Conhecimento”. Sob a mediação de Sérgio Parreiras Pereira, pesquisador do Instituto Agronômico – IAC (Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo), a Rede Social do Café possui pouco mais de 4500 membros e cerca de 8,3 milhões de acessos. Consolidada no cenário tecnológico das redes sociais, a Rede possui um grande diferencial de ser a única que reúne num só lugar, todas as informações necessárias para quem atua no sistema agroindustrial café. Desse modo, a Rede é um canal educativo de difusão de tecnologias e construção conjunta entre produtores, pesquisadores, extensionistas e pessoas ligadas ao café.

“A Rede Social do Café teve inicio em 2006 e se firmou como um canal de comunicação do setor cafeeiro. O diferencial da nossa Rede é que seus integrantes não são meros consumidores de informações e sim protagonistas dessa troca de conhecimento”, afirmou Sérgio Pereira. “A Rede Social do Café permite aos usuários a criação de postagens, incentivando o debate entre os membros e contribuindo efetivamente para a construção coletiva do conhecimento em café”, completou o pesquisador.

Educação à distância e novas tecnologias – Com o avanço dos sistemas de produção e com a introdução de novas tecnologias, os conhecimentos e as informações ganham importância. Quem tem acesso à informação, possui vantagem para a seleção da tecnologia mais adequada. A informação é importante na gestão dos recursos limitados, além de acelerar a difusão, a transferência e o intercâmbio entre pesquisadores e usuários de sistemas tecnológicos.

Serviço:
Reunião Técnica – “Emprego da Educação a Distância na Disseminação de Conhecimentos e Transferências de Tecnologias no Meio Rural”
UNIFEMM – Centro Universitário de Sete Lagoas
07 de Novembro/2013
À partir das 8 h 30 min até 18 h.

Fonte: Rede Social do Café (Daniela Novaes)

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

bo togel terpercaya

situs togel terpercaya

situs togel terpercaya

10 situs togel terpercaya

situs toto

bo togel terpercaya

agen togel terpercaya

situs togel terpercaya

situs togel resmi

bandar togel online

bandar togel terpercaya

link togel

link slot dana

10 situs togel terpercaya

situs togel terpercaya

5 bandar togel terpercaya

situs toto

situs toto

bandar togel terpercaya

agen togel terpercaya

bo togel terpercaya

situs togel terpercaya

bandar togel terpercaya

slot deposit 5rb

situs toto

toto togel

situs toto

toto togel

situs toto

10 situs togel terpercaya

situs togel resmi