Gasoduto em Uberaba deve ser agilizado, afirma Antônio Andrade

Imprimir

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Andrade, vai participar nesta segunda-feira, dia 15 de julho, em Belo Horizonte (MG), de reunião para tratar sobre a construção de gasoduto que transportará gás natural para Uberaba (MG). O encontro contará com a presença de autoridades do Governo Federal e de Minas Gerais.

Um impasse quanto à classificação do projeto impede o início das obras. Uma das interpretações defende a construção de um gasoduto de distribuição, que sairia de Ribeirão Preto (SP), enquanto a outra seria a implantação de um gasoduto de transporte, saindo de São Carlos (SP) para o município mineiro.

A construção do gasoduto, além de viabilizar a instalação de indústrias na região que utilizam gás natural no processo produtivo, permitirá o funcionamento de uma fábrica de amônia, que vai fornecer matéria-prima para a produção de fertilizantes.

“A demanda do agronegócio brasileiro por fertilizantes é maior do que a produção nacional, o que justifica a construção o quanto antes dessa fábrica. Isso porque Uberaba é o maior produtor da América Latina de fertilizantes nitrogenados, o que vai facilitar a logística dessa produção. Logo, o gasoduto precisa ser agilizado”, destacou o ministro Antônio Andrade.

Com a construção da fábrica de amônia, a produção desse composto químico no Brasil será ampliada em 519 mil toneladas por ano. Segundo a prefeitura de Uberaba, estão previstos R$ 3 bilhões para a construção do estabelecimento, além de R$ 750 milhões para viabilizar o gasoduto.

De 2003 a 2012, o consumo de fertilizantes no Brasil aumentou em 30%, passando de 22,8 milhões de toneladas para 29,6 milhões de toneladas.

Saiba mais

A produção de fertilizante nitrogenado é uma opção economicamente atrativa para valorização do gás natural. Fertilizantes nitrogenados são derivados da amônia – que é obtida a partir da transformação química do gás natural – e amplamente utilizados na agropecuária e na indústria.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação Social
(61) 3218-3089/2203
Carlos Mota
[email protected]

Fonte: MAPA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *