Brasil busca profissionalização de suas produtoras de café

Imprimir

Uma produtora de café de Manhumirim, região das Matas de Minas, está mobilizando outras cafeicultoras brasileiras para integrarem uma organização voltada à profissionalização das mulheres que atuam com a cultura. Em outubro, afirma a agricultora Josiane Cotrim, o Brasil deve assinar a carta de intenções que permitirá às cafeicultoras do país terem acesso aos serviços da Aliança Internacional das Mulheres do Café (IWCA, na sigla em inglês). 

A entidade presta consultoria e assistência técnica a produtoras de cinco países – Nicarágua, Costa Rica, Guatemala, El Salvador e Colômbia. O próximo país a integrar a organização será o Brasil. "Estamos no processo de mobilização. Em março, percorri dois mil quilômetros entre Brasília, Lavras e a região das Matas de Minas para falar sobre o trabalho da IWCA", disse Josiane, que integra justamente o comitê da organização que agrega novos países aos seus projetos. 

A produtora mineira, que participa pela segunda vez da Feira da Associação Americana de Cafés Especiais (SCAA, na sigla em inglês), começou esse trabalho há cerca de um ano, quando foi morar na Nicarágua, país produtor de café. "Conheci a Aliança e percebi que o Brasil precisa de um guarda-chuva para alavancar a participação das mulheres no mercado de café", disse. 

A partir da instalação das IWCA no Brasil, cafeicultoras terão acesso a profissionais especializadas que atuam na ponta da indústria. "É um serviço que custaria muito caro e vai fazer a diferença para essas mulheres que precisam e querem se sentir líderes do seu negócio. Muitas delas nunca provaram seu próprio café", conta Josiane Cotrim. 

Entenda melhor – A 23ª Feira da Associação Americana de Cafés Especiais (SCAA, na sigla em inglês) começou na sexta-feira, 29 de abril, em Houston (EUA) e seguiu até o domingo, 1º de maio. O Brasil, país tema dessa edição, participou com uma delegação de mais de 500 produtores, baristas, torrefadores e especialistas e café. No estande dos Cafés do Brasil, que tem apoio do Ministério da Agricultura, estiveram disponíveis espaço para degustação da bebida e ferramentas digitais para que os visitantes conheçam mais sobre as 12 regiões produtoras do país.

Fonte: Ascom Mapa / Cafés do Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

dapurtoto

bo togel terpercaya

situs togel terpercaya

situs togel terpercaya

10 situs togel terpercaya

situs toto

bo togel terpercaya

agen togel terpercaya

situs togel terpercaya

situs togel resmi

bandar togel online

bandar togel terpercaya

link togel

link slot dana

10 situs togel terpercaya

situs togel terpercaya

5 bandar togel terpercaya

situs toto

situs toto

bandar togel terpercaya

agen togel terpercaya

bo togel terpercaya

situs togel terpercaya

bandar togel terpercaya

slot deposit 5rb

situs toto

toto togel

situs toto

toto togel

situs toto

10 situs togel terpercaya

situs togel resmi

situs togel resmi

bandar togel terpercaya

bo togel terpercaya

situs togel terbesar

situs togel terpercaya

bo togel terpercaya