Valor Bruto da Produção Agropecuária registra queda em Minas

Imprimir

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de Minas Gerais, calculado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com base nos dados de julho de 2015, apresentou queda de 1%, frente a igual período do ano passado, com o segmento sendo avaliado em R$ 48,5 bilhões. O VBP da agricultura encerrou o período com queda de 2% e a pecuária estabilizada.

No caso da agricultura, produtos como a cana-de-açúcar, algodão, feijão, soja e milho contribuíram para o resultado negativo. Enquanto na pecuária, a valorização dos bovinos e dos ovos foram fundamentais para a manutenção do resultado. O valor da produção agrícola de Minas foi calculado em R$ 29,1 bilhões, retração de 2% ante 2014, período em que as lavouras foram avaliadas em R$ 29,7 bilhões.

O café, principal produto do agronegócio mineiro, apresentou alta de 4% no VBP, com a safra 2015 avaliada em R$ 10,48 bilhões, frente ao valor de R$ 10,1 bilhões registrados em 2014. Os problemas climáticos registrados no início do ano interferiram de forma negativa na produção, provocando alta dos preços e, conseqüentemente, do VBP.

Além do café, foi verificada valorização de 13% no VBP da banana, cuja lavoura foi avaliada em R$ 1,4 bilhão, frente aos R$ 1,3 bilhão registrado na safra passada. Alta também no VBP da cebola, 112%, com o valor estimado em R$ 291,5 milhões. A produção mineira de trigo foi avaliada em R$ 144,7 milhões, variação positiva de 7%.

No período, vários importantes produtos apresentaram retração no VBP. A produção de milho foi avaliada em R$ 2,79 bilhões, valor 5% menor que o registrado anteriormente, que era de R$ 2,94 bilhões. No caso da soja a queda no valor da produção foi de 4%, com a cultura estimada em R$ 3,4 bilhões. O VBP da produção mineira de algodão em caroço foi estimado em R$ 200,7 milhões, queda de 3%.

A batata-inglesa apresentou recuo de 22% no período, com o VBP estimado em R$ 1,59 bilhão, ante os R$ 2 bilhões em 2014. No caso do feijão a retraç&aatilde;o chegou a 7%, com a produção estimada em R$ 1,3 bilhão. O VBP da cana-de-açúcar foi estimado em R$ 4,5 bilhões, queda de 5% frente ao ano anterior.

Pecuária – Na pecuária, cujo VBP foi estimado em R$ 19 bilhões, ficando estável ao registrado em 2014. Contribuíram para a manutenção dos resultados os bovinos, cujo VBP foi estimado em R$ 6,3 bilhões, variação positiva de 9%. A valorização dos preços dos bezerros é um dos fatores que contribuiu para o resultado favorável.

A produção mineira de ovos também encerrou o período com incremento no VBP. De acordo com os dados do Mapa, a produção foi avaliada em R$ 1,18 bilhão, aumento de 6% frente aos R$ 1,12 bilhão registrado anteriormente.

No segmento pecuário, a maior queda no VBP foi verificado na produção de leite. O produto foi avaliado em R$ 7,2 bilhões, retração de 6%. O VBP do frango ficou em R$ 2,94 bilhões, retração de 4%. O Valor Bruto da Produção de suínos foi estimado em R$ 1,69 bilhão, varia&cceccedil;ão negativa de 1%.

Fonte: Diário do Comércio (Michele Valverde)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *