USDA eleva estimativa de consumo mundial de café para 148,3 milhões de sacas

Imprimir

Os preços mais baixos do café têm motivado um consumo maior do grão no mundo do que os próprios institutos de agricultura estimavam. O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) elevou em 583 mil sacas de 60 kg, para um recorde de 148,3 milhões de sacas, a projeção de consumo mundial de café na temporada 2015/16. As informações são do site internacional Agrimoney.

A revisão nos números da demanda vem em um momento de preços fracos para o café. Os futuros da variedade arábica em Nova York atingiram na sexta-feira passada nos lotes com vencimento para março 119,00 cents de dólar por libra-peso, o nível mais fraco dos últimos cinco anos para o contrato. 

A atualização do USDA foi realizada por expectativas na demanda dos EUA, segundo maior consumidor da commodity depois da União Europeia. Espera-se que o consumo de café no país alcance 24 milhões de sacas pela primeira vez.

Ainda de acordo com o site internacional, as mudanças na estimativa do USDA vêm depois que a OIC (Organização Internacional do Café) também elevou sua estimativa para o consumo mundial em cerca de 600 mil sacas de 60 kg, para 149,8 milhões.

"Essa revisão é devido à demanda mais elevada do que o esperado na União Europeia", disse a OIC que tem números parecidos com o USDA para a demanda brasileira.

Fonte: Notícias Agrícolas (Jhonatas Simião)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *