UFLA apresenta, durante workshop do Consórcio Pesquisa Café, portfólio de tecnologias para a cafeicultura

Imprimir
O representante da Universidade Federal de Lavras (UFLA) e coordenador de Incubadora e Parque Tecnológico (Inbatec), professor Paulo Henrique Leme, participou, no dia 12/04, na sede da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Café), em Brasília/DF, do workshop “Pesquisa e Tecnologias para a Cafeicultura Brasileira”. O evento, realizado pelo Conselho Nacional do Café (CNC) e pela Embrapa Café em Brasília/DF, teve como objetivo divulgar as tecnologias desenvolvidas no âmbito do Consórcio Pesquisa Café, de forma a traçar um panorama daquilo que está em validação ou já disponível para transferência aos cafeicultores.

Na ocasião, foi possível apresentar o que a Universidade tem desenvolvido – de 2013 a 2019 – sobretudo com vinculação à Agência de Inovação do Café (InovaCafé), com o objetivo de sanar os principais problemas da cadeia produtiva do café, favorecendo a redução de custos, o aumento da produtividade e a melhoria da qualidade.

Dentre as iniciativas da UFLA apresentadas, estão: “O caso do terreiro de Lama Asfáltica na região Sul de Minas Gerais – A tecnologia do terreiro de lama asfáltica”; “Crescimento e produção de cafeeiros fertirrigados conduzidos com diferentes níveis de adubação”; “Desempenho Agronômico de Cultivares de Cafeeiro na Região Sul de Minas Gerais”; “Desempenho de cultivares resistentes à ferrugem após poda (esqueletamento)”; e “Ensaio Nacional de Competição de Cultivares de Cafeeiro Resistentes à Ferrugem para as Condições do Estado de Minas Gerais”.

UFLA apresenta, durante workshop do Consórcio Pesquisa Café, portfólio de tecnologias para a cafeicultura 2Professor Paulo Henrique Leme apresenta as tecnologias desenvolvidas na UFLA

Também mereceram destaque as pesquisas: “Índices de qualidade física em diferentes solos manejados na cafeicultura”; “Modelo de Capacidade de Suporte de Carga do solo (MCSC)”; “Observatório do Café – Informativo de Tendências do Café”; “Programa de pré-aceleração Avança Café”; “Seleção de genótipos de cafeeiro parcialmente resistentes a cercosporiose”; “Plantio de lavouras em diferentes épocas do ano com uso de polímero hidrorretentor, como forma de fornecimento gradual de água”; “Técnicas agronômicas para mitigação dos efeitos da restrição hídrica no cafeeiro”; “Revista Coffee Science”; e “Utilização da anatomia foliar e fisiologia vegetal como forma de pré melhoramento genético”.

“Foi uma oportunidade de mostrar as inovações que estamos desenvolvendo e destacar a importância do que tem sido feito na área de transferência de tecnologia, tema bastante debatido durante o evento”, esclareceu Leme. Nesse sentido, o representante da UFLA enfatizou o início do programa de pré-aceleração Avança Café, que está com inscrições abertas (www.avancacafe.com.br), uma oportunidade de desenvolver novos negócios de base tecnológico para a cadeia produtiva do café. “Isso comprova que estamos fazendo um trabalho não só com a pesquisa, mas também com a inovação e o empreendedorismo”, completou.

Fonte: Ascom InovaCafé

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *