Starbucks transforma seus cafés em bares ao cair da noite

Imprimir

A rede Starbucks, famosa por seus cafés e frappuccinos, também está vendendo cervejas e petiscos para o happy hour.

Depois das quatro da tarde, algumas cafeterias estão virando bares para reunir amigos.

Os expressos e croissants dão lugar a vinhos, tapas, queijos, cervejas e outros itens típicos de um bar.

A novidade estreou em 2010, em Seattle (cidade de origem do Starbucks), e já conta com 76 pontos.

Mas, na semana passada, fez sua estreia em uma loja de Nova York, na região de Williamsburg.

E, fazendo sucesso na maior cidade americana, promete se espalhar para os EUA e até outros países.

Segundo a Business Insider, o novo negócio causou a fúria de muitos comerciantes locais – donos de bares e restaurantes.

Eles não gostaram nem um pouco de ganhar um concorrente que também vende bebidas alcoólicas.

Demanda
O serviço é chamado de Starbucks Evenings Menu, ou seja, o menu noturno.

Segundo a empresa, a ideia veio para satisfazer clientes que queriam um lugar para se reunir à noite e que misturasse o café com o bar.

Além disso, uma pesquisa encomendada mostrou que 70% dos clientes do Starbucks adoram tomar vinho, hábito compartilhado apenas por 30% dos americanos de modo geral.

A mesma pesquisa mostrou que os clientes habituais da rede, do mesmo modo que adoram pesquisar sobre tipos diferentes de cafés e suas regiões, pesquisam muito sobre diferentes tipos de cerveja, seus fabricantes e novos sabores locais.

Comes e bebes
O time que cuida da qualidade dos cafés também foi responsável por experimentar 500 vinhos diferentes e escolher os poucos que entrariam para o menu.

A carta de vinhos varia em cada loja. Na região de Seattle e norte do Pacífico, por exemplo, há Malbec, Alamos e Argentina. Em Chicago, há Malbec, Terrazas e Argentina.

Também há opções de vinhos da Califórnia, Pino Noir e dos três tipos: tinto, branco e prosseco.

As cervejas também variam. Entre outras, há Old Seattle Lager e Goose IPA.

Para os alimentos, a rede consultou chefs, que indicaram os tipos ideais de petiscos e pratos.

Acabaram entrando no cardápio itens como mac & cheese trufado, almôndegas como molho de tomate e manjericão, salsicha de frango com cogumelos, pizzas e aperitivos como salame, presunto parma e prato de queijos.

Design
A arquitetura e decoração dos pontos do Starbucks escolhidos para receber o menu noturno também foi adaptada para a novidade.

As pequenas mesas e cadeiras dão lugar a grandes mesas comunais e mais espaço para as pessoas ficarem em pé.

Fonte: Exame.com (Guilherme Dearo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *