Starbucks afirma que alta não será repassada ao consumidor

Imprimir

A rede de cafeterias Starbucks afirmou nesta terça-feira,17, que vai absorver os gastos adicionais provocados pela elevação dos preços internacionais do café e que, portanto, não pretende repassar os preços para o consumidor em suas lojas, como fizeram as torrefadoras dos Estados Unidos. "Atualmente não há planos de aumentar os preços", afirmou uma porta-voz.

Nesta terça-feira, a Starbucks reafirmou sua expectativa de que o lucro do ano fiscal 2010 resulte entre US$ 1,36 e US$ 1,41 por ação – projeção já divulgada em julho e que inclui gastos extra de 4 cents por ação relacionados à elevação dos preços de commodities. O ano fiscal da companhia começa em 5 de outubro.

Embora as cotações do café tenham subido bastante na ICE Futures US (cerca de 25% no acumulado de 2010), a companhia afirmou "aliviar de maneira efetiva" parte das flutuações de curto prazo nos preços futuros. A alta do café se deve, principalmente, à atual oferta apertada de grãos arábica de qualidade maior, após dois anos de fraca produção da América Central e na Colômbia. As informações são da Dow Jones.

Fonte: Agência Estado | CNC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *