SIC: Plataforma Global do Café aborda medição da sustentabilidade na cafeicultura

Imprimir
Uma das maiores novidades do programa brasileiro da Plataforma Global do Café (GCP), em 2017, foi o lançamento recente do aplicativo do Currículo de Sustentabilidade do Café, ferramenta inédita para o diagnóstico da sustentabilidade da cafeicultura nacional. Para falar dessas e outras ações, a GCP estará presente na Semana Internacional do Café (SIC), em Belo Horizonte, de 25 a 27 de outubro.

O aplicativo visa monitorar as práticas do currículo, com foco nos seus 18 Itens Fundamentais. Permite avaliar os 35 indicadores de sustentabilidade, definidos pelo Grupo de Trabalho Brasil da GCP, além de gerar 25 diferentes relatórios de situação e evolução das propriedades cafeeiras. Esses relatórios permitirão comparar regiões e estados produtores de café do Brasil em relação à sustentabilidade, tornando-se importantes referências para guiar estratégias, planos de ação e investimentos com vistas a melhorias contínuas.

Esse será o principal assunto da palestra “Medindo a Sustentabilidade na Cafeicultura”, que o gerente do Programa Brasil da GCP, Pedro Ronca, apresenta às 15h15 do dia 26, dentro do programa da SIC, no Expominas. A atividade, gratuita, compõe o Fórum da Agricultura Sustentável 2017.

A GCP também estará no estande do Cecafé (C41) no Espaço Café Brasil, a feira da SIC, das 11 às 20h nos três dias do evento. Inscrições e mais informações em http://semanainternacionaldocafe.com.br/br/.

Paralelamente ao evento, a GCP realizará uma reunião dos membros de seu Grupo de Trabalho Brasil que incluirá em sua pauta o uso do aplicativo, os critérios de compartilhamento dos dados levantados, planos e projetos para 2018 e atualização sobre a Conferência Global de Sustentabilidade do Café e a Assembleia de Membros da GCP, ambas realizadas na Suíça na primeira semana do mês.

Sobre o Programa Brasil de Sustentabilidade
Parte das ações da Plataforma Global do Café, o Programa Brasil de Sustentabilidade estimula e difunde, desde 2012, práticas sustentáveis na cafeicultura, visando a que os produtores tenham mais benefícios econômicos, sociais e ambientais, assim como a cadeia como um todo. Sua principal referência é o Currículo de Sustentabilidade do Café (CSC),que vem sendo disseminado por parceiros e membros do programa, comoserviços de extensão, cooperativas, exportadores e centros de ensino, nos principais estados produtores de café (MG, ES, SP, RO, PR e BA). Com foco no pequeno e no médio produtor, o programa tem proporcionado o alinhamento de iniciativas que aconteciam isoladamente e a busca por sinergias com fortalecimento das parcerias.

Sobre a Plataforma Global do Café
A Plataforma Global do Café (GCP, da sigla em inglês) é uma associação internacional multistakeholder com mais de 200 membros de todos os segmentos da cadeia produtiva do café e atuação em 8 países produtores que desenham suas próprias estratégias no campo da sustentabilidade. A GCP tem como visão um setor cafeeiro sustentável que ofereça boas condições de vida para agricultores e trabalhadores e assegure a oferta futura enquanto protege os recursos naturais. No Brasil, país onde está mais consolidada e atuante, ela age via Conselho Consultivo Nacional (CCN), instância política que estabelece estratégias e valida iniciativas, e Grupo de Trabalho Brasil (GTB), instância técnica, responsável pela proposição e concepção das ações. A coordenação do Programa Brasil e o secretariado da Plataforma no país cabem à empresa P&A. Os projetos no Brasil são implementados por meio de uma ampla rede de parceiros e com uma abordagem participativa e colaborativa. Saiba mais em http://www.globalcoffeeplatform.org/pt/.

Fonte: ADS Comunicação Corporativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *