Seminário em SP discute os efeitos do clima na produção do café

Imprimir

Os efeitos do clima na produção do café. Este é um dos assuntos discutidos em um seminário internacional do setor, realizado no litoral de São Paulo.

O Brasil é o maior produtor mundial de café e 75% dos grãos produzidos produzidos são escoados pelo Porto de Santos. Só no ano passado saíram do país por lá mais de 31 milhões de sacas do produto.

O cenário foi apresentado em um seminário tradicional realizado no Guarujá, no litoral paulista.

O assunto mais discutido no 20º Seminário Internacional do Café foi a falta de chuva. A colheita começou agora em maio, mas já há uma previsão de queda na produção do grão. Segundo especialistas, esta foi a estiagem mais severa dos últimos 40 anos.

O ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, também participou do seminário. Ele falou da importância do Porto de Santos para a exportação do grão.

“Sem o Porto de Santos, não temos exportação de café e é absolutamente essencial que modernizemos a estrutura de chegada, seja por rodovia, ferrovia ou a própria circulação em torno do porto. Tudo tem que ser feito com investimentos muito vigorosos para que facilite cada vez mais esse processo de exportação”, diz.

O seminário, com representantes de 14 países, termina nesta quinta-feira (08).

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *