Ribeirão Preto é polo regional do cafezinho em cápsulas

Imprimir

A esteticista Adriana Aldrueri se rende ao café gourmet

Mais do que moda, saborear o cafezinho em cápsulas tem se tornado uma tendência cada vez mais presente na casa do ribeirão-pretano.

Até dois anos atrás, o produto que podia ser encontrado em dez locais da cidade, hoje é vendido, em média, em 300 pontos diferentes.

Como Ribeirão Preto é polo regional de varejo e de serviços, atrai também as grandes marcas do segmento, de olho no consumidor local e nos demais 2 milhões de moradores de localidades de até 100 quilômetros de distância.

Entre as marcas de cápsulas ou monodoses mais disputadas, com presença física na cidade, está a Nespresso, com loja aberta no RibeirãoShopping.

O boom do costume atraiu também a tradicional produtora de café Utam, de Ribeirão Preto. Ela acaba de estrear no segmento.

“Tem crescido a quantidade de empresas entrando nesse segmento para oferecer variedade e sabores diferentes, porque, hoje, saborear um café é como saborear um vinho”, diz Ana Carolina Soares de Carvalho, diretora da Utam.

“Cada cápsula tem sua característica e as pessoas cada vez mais buscam essa variedade de conforto em casa.”

A monodose conquista quem está em casa e também serve como estratégia de marketing. A esteticista Adriana Aldruei Costa Dias não abre mão de um bom café e resolveu investir em uma máquina monodose (que faz uma única dose da bebida), na hora de servir o cafezinho para as clientes que chegam ao salão.

“É uma comodidade, muitas vezes quando o cliente chega você não tem aquele tempo de ir até a cozinha e passar um café na hora, essa é uma vantagem que a máquina oferece, porque o café sai na hora e no gosto da pessoa”, explica Adriana.

“Tanto as máquinas, quanto os cafés em monodoses, garantem a praticidade para apreciadores do café gourmet”, emenda a diretora da Utam.

Preços
As máquinas de fazer café monodose são encontradas no mercado por preços que variam de R$ 390 a valores promocionais de R$ 250.

Diversas marcas e modelos podem ser encontradas no varejo de Ribeirão, e algumas delas só trabalham com as cápsulas da mesma marca de café correspondente.

Já a Uno da Utam aceita cápsulas de diferentes marcas, desde que sejam no mesmo formato.
Com custo em média de R$ 1,60 a cápsula, o consumidor que quiser se aventurar pela tendência pode encontrar o produto com desconto de até R$ 0,20 por cápsula em lojas na Internet.

Os preços das caixas com dez cápsulas variam de R$ 19,90 em lojas físicas para R$ 14 na rede mundial de computadores.

Fonte: Jornal A Cidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *