Rabobank reduz projeção para safra de café

Imprimir
O Rabobank reduziu sua projeção para a produção global de café na safra 2016/2017 diante da estiagem que atinge as principais regiões produtoras do mundo. A estimativa passou de 154 milhões de sacas de 60 kg em relatório divulgado no primeiro trimestre do ano, em comparação com 152,6 milhões de sacas estimadas na edição do segundo trimestre, divulgada nesta quinta-feira, 9.

Em face do corte, o Rabobank passou a projetar um déficit de 2,2 milhões de sacas no ciclo, em comparação com estimativa de 700 mil sacas excedentes no relatório anterior. “No primeiro trimestre de 2016, já conhecíamos os riscos sobre a produção no Brasil, Indonésia e, em menor escala, Vietnã. Agora também consideramos riscos sobre a produção na Índia”, afirma o Rabobank. “A produção na Tailândia e Laos também pode sofrer com a estiagem.”

O banco estima que a produção de café arábica terá um excedente de 2,4 milhões de sacas em 2016/2017, enquanto haverá déficit de 4,6 milhões de sacas na produção de robusta.

No Brasil, a estimativa é que a temporada 2016/2017 atinja 52,6 milhões de sacas, enquanto a produção no Vietnã deverá somar 27,6 milhões de sacas. Já a Colômbia deverá produzir 14,4 milhões de sacas, conforme as projeções do banco. Para 2015/2016, o Rabobank estima déficit de 800 mil sacas.

O banco apontou temores de que a produção brasileira em 2017/2018 possa recuar.

Fonte: Estadão Conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *