Pureza e uniformidade dos grãos diferenciam café especial

Imprimir

Uma das diferenças entre um café especial e um café comercial é a pureza e a uniformidade dos grãos. Nos lotes de cafés especiais, o consumidor sabe em que propriedade e região de origem o café foi colhido, graças à certificação da propriedade e à rastreabilidade do produto.

Os cafés especiais não apresentam nenhum defeito primário como grãos pretos, verdes ou ardidos. Uma prova ‘cega’, feita por especialistas que analisam amostras de cafés retiradas dos lotes atribuem notas, de acordo com a classificação da Associação Americana de Cafés Especiais (SCAA – sigla em inglês), determinando se um café é ou não especial. Para um café ser certificado como especial a nota recebida tem que estar acima dos 80 pontos.

A pesquisadora do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Maria Brígida Sholz, foi uma das responsáveis pelos estudos que demonstram os atributos encontrados em análises de cafés produzidos na região. A pesquisa levou em consideração o clima, a altitude e a latitude do Norte Pioneiro. Tais fatores proporcionam aos cafés atributos específicos, como percentual de doçura, suavidade, aroma, corpo, acidez e sabor. ‘O café do Norte Pioneiro é único no mundo. Trata-se de um café leve, encorpado, com intenso aroma e sabor. É doce, caramelado e com acidez moderada’, comenta a pesquisadora.

Fonte: Folha Web Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *