Produtores do Sul de Minas levam cafés especiais para a Apas 2014

Imprimir

A partir da região sul de Minas Gerais, o café da Cooperativa dos Agricultores Familiares de Poço Fundo e Região (Coopfam) tem conquistado o mundo e inovado o mercado interno com um produto diferenciado: o café gourmet.

Somente no ano passado, por exemplo, o empreendimento produziu 28 mil sacas de café in natura. Desse volume, 70% foram exportados para países como Estados Unidos, Japão e Itália.

“Nós somos certificados como orgânicos e temos o Fair Trade, que valoriza o nosso café e nos permite entrar no mercado internacional”, diz o contador da Coopfam, Luiz Silvânio dos Reis Júnior, 28 anos.

Mas foi há menos de um ano que a cooperativa investiu em um projeto inovador, passando a industrializar os grãos. “Investimos na industrialização para agregar valor à matéria-prima dos nossos agricultores e manter no mercado interno um café de qualidade superior, tipo gourmet”, conta Luiz. Hoje, a marca Café Familiar da Terra tem três tipos: o orgânico feminino, o orgânico e o sustentável.

A cooperativa surgiu a partir dos esforços de produtores e líderes religiosos do município de Poço Fundo, a 400 quilômetros de Belo Horizonte (MG) para combater a evasão no campo.

“Era conhecido como pastoral da terra, onde produtores e lideranças da igreja combatiam o êxodo rural e tentava melhorar a forma de comercialização do café e a renda dos produtores. Em 1986, foi fundada a Associação dos Pequenos Produtores de Poço Fundo e, em 2003, foi criada a Coopfam”, conta Luiz. Vinte e oito anos depois, o empreendimento conta com 320 famílias cooperadas e mais 30 famílias envolvidas na produção do grão.

Café Familiar da Terra

Fruto da união de 60 mulheres da cooperativa, o café orgânico feminino faz parte das novidades da marca que a Coopfam está apresentando até o dia 8 de maio, no 30° Congresso e Feira de Negócios em Supermercados (Apas), em São Paulo (SP).

“Este é um café produzido em pequenos lotes. A qualidade é diferenciada e, no processamento, fazemos uma torra um pouco mais clara para ficar mais suave. O café orgânico, por sua vez, é cultivado sem agrotóxico e demanda um manejo mais cuidadoso. Por ser totalmente natural a produção é menor. Já o sustentável é o café convencional. Porém, temos uma lista de agrotóxicos que não podem ser usados na propriedade, visando uma melhoria tanto no produto quanto para a saúde do cooperado”, destaca o contador.

Apas 2014

Com um público estimado em 70 mil visitantes, a feira é uma oportunidade de mostrar a variedade e a qualidade dos produtos da agricultura familiar e da produção orgânica, e sua relação sustentável com o meio ambiente. O evento está sendo realizado desde segunda-feira (5), no Expo Center Norte, em São Paulo, e vai até quinta-feira (8).

Na última edição, a Feira APAS gerou mais de R$ 5,5 bilhões em negócios e contou com mais de 64 mil empresários do setor supermercadista e executivos, 600 varejistas de 51 países, atacadistas, associações e cooperativas, distribuidores, representantes comerciais, empórios e lojas especializadas.

O espaço do governo federal durante a feira, organizado pelos ministérios do Desenvolvimento Agrário (MDA) e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), irá apresentar o trabalho de seis empreendimentos da agricultura familiar que foram selecionados por meio do programa Brasil Orgânico e Sustentável.

O local, com 80 m², terá à disposição doces típicos da Caatinga, vinho e sucos, entre outros produtos. Confira os empreendimentos e produtos da agricultura familiar na APAS 2014:

Brasil Orgânico e Sustentável

O Brasil Orgânico e Sustentável é iniciativa do governo federal e tem como objetivo chamar a atenção de consumidores e empresários atacadistas para a variedade de sabores e a qualidade dos produtos da agricultura familiar e mostrar as vantagens dos produtos orgânicos para a vida das pessoas e do planeta. Assim, a campanha visa aumentar a demanda desse tipo de produção, estimulando sua comercialização, gerando renda e inclusão produtiva. 

Este ano, a principal ação da campanha será durante a Copa de 2014, quando, entre os dias 11 e 27 de junho, 60 empreendimentos irão comercializar os produtos em quiosques localizados em 10 das 12 cidades sedes: Brasília, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

Também serão distribuídos kits de produtos para as pessoas que farão parte do Programa Brasil Voluntário, do governo federal. Serão cerca de 20 mil kits de lanche, com castanhas, mel, suco orgânico, biscoitos integrais, sequilhos e barras de cereal, feitas com castanha de baru.

Serviço

30ª Feira Apas Data: 05 a 08 de maio Local: Expo Center Norte – Rua José Bernardo Pinto, 333, Vila Guilherme – São Paulo (SP).

Fonte: Ministério do Desenvolvimento Agrário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *