Produtores de café são reconhecidos durante Prêmio Região do Cerrado Mineiro

Imprimir

Foi realizada na noite de quarta-feira (30), em Uberlândia, a entrega do “Prêmio Região do Cerrado 2019″, com os melhores cafés da região. Ao todo foram inscritos 198 amostras de grão. Todos os cafés do concurso são do tipo 100% arábica e os vencedores das principais categorias são de Presidente Olegário e Coromandel.

Os produtores inscreveram lotes com 10 sacas de 60 kg. Para levar o título de “Melhor Café do Cerrado Mineiro”, os frutos passaram por várias análises.

Os três primeiros de cada grupo vão receber um prêmio em dinheiro. O primeiro lugar recebe R$ 1.980 por saca, o segundo R$ 1.540 e o terceiro recebe R$ 1.320. Este também foi o valor do lance mínimo para o leilão (veja resultado abaixo).

Leilão
Além das premiações, as melhores sacas foram leiloadas. A saca do café natural bateu recorde novamente e foi arrematada por R$ 20.017, já a do tipo cereja foi arrematada no valor de R$ 11,5 mil.

O “Top 3” de cada categoria tiveram sete sacas comercializadas antecipadamente para o mercado interno, que são cafeterias e torrefações brasileiras. As outras três sacas de cada um foram destinadas a um leilão, que é a porta de saída do café da região para ser exportado.

Categoria Cereja descascado
A 7ª edição do prêmio começou relevando os vencedores na categoria cereja descascado. Foram selecionados cinco finalistas, sendo que o 3º lugar ficou com Guima Café, do município de Varjão de Minas. A 2ª colocação foi para Rafael Vinhal, de Serra do Salitre.

O título ficou com o único finalista em todas as edições da premiação. Com 87,63 pontos em qualidade, Eduardo Pinheiro Campos, de Presidente Olegário, foi o campeão da categoria. Essa é a terceira vez que ele vence o concurso.

Categoria Natural
Dez finalistas foram classificados na categoria natural. Participando de um concurso pela primeira vez, Maria Soraia Guimarães, da cidade de Cruzeiro da Fortaleza, ficou com o 3º lugar. O 2º melhor café da região é de outra estreante em concursos: a Família Aga, de Coromandel.

A grande campeã da categoria também é do município de Coromandel. O título de Melhor Café Natural do Cerrado Mineiro foi para a Família Naimeg. Eles trabalham com o grão há mais de 50 anos e a pontuação foi de 90,04 em qualidade, considerada alta.

Fonte: G1 Triângulo e Alto Paranaíba e TV Integração

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *