Perdas com geadas no sul de Minas podem passar de 500 mil sacas em 2012

Imprimir

As temperaturas caíram mais do que se esperava nessa última madrugada no sul de Minas Gerais e em outras regiões produtoras de café, e geadas foram registradas, podendo trazer prejuízos para a safra 2012. Segundo o gerente do Departamento Técnico da Cocatrel (Cooperativa dos Cafeicultores da  Zona de Três Pontas), Roberto Felicore, que atua no sul de Minas Gerais, pelas informações preliminares colhidas pode se falar que de 500.000 sacas a 1,0 milhão de sacas poderão ser perdidas em função das geadas entre o sul de Minas Gerais e mogiana paulista. As temperaturas na região caíram para mínimas de 1 a 3 graus Celsius.

Felicore indica que as geadas no sul de Minas Gerais foram de fracas a moderadas e deverão trazer danos também moderados à próxima safra, que será maior dentro do ciclo bienal da cultura. Destaca que nos últimos 15 anos os  produtores do sul de Minas Gerais, que antes basicamente cultivavam o café em  altitudes acima de 800/900 metros passaram a trazer o cultivo para áreas mais baixas, em função da mecanização para a colheita, especialmente. Por isso, áreas novas em baixadas foram atingidas, com lavouras plantadas há pouco tempo  devendo sofrer bastante.

O gerente destaca que ainda será melhor avaliado o impacto das geadas, mas descreve que pode observar lavouras novas em algumas fazendas totalmente atingidas, o que será “fatal” para safras futuras. O fenômeno não foi geral, mas nos pontos onde ocorreu haverá danos com certeza.

Fonte: Agência Safras

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *