Pague o quanto quiser pelo cafezinho

Imprimir

Em um Rio de Janeiro de preços surreais, um café no Terminal Menezes Côrtes, no Centro, anda na direção contrária dos valores aplicados na cidade. No Curto Café o cliente define quanto pagará pelo cafezinho.

Quadros negros espalhados pelo estabelecimento detalham os gastos para manter o negócio. E, através das anotações o cliente toma ciência dos valores e de quanto falta para fecharem o mês com o dinheiro necessário para pagar as contas. O objetivo é não fechar o mês no vermelho.

Na loja, cliente define quanto custa o cafezinho

Quem paga R$5 no cappuccino no inicio do mês, pode pagar R$1,50 no final dele, ou até mesmo pagar depois. O relacionamento do estabelecimento com o cliente é na base da confiança.

Por isso, é o próprio consumidor que faz o pagamento e pega seu troco. O dinheiro é depositado em recipientes que se parecem com aquários. Existe ainda, um sistema de deposito online, onde o cliente deposita um valor e terá seu café descontado dele toda vez que for ao estabelecimento.

O Curto Café funciona das 10h30 às 18h. Para conhecer mais, acesse a página do Facebook.

Fonte: Catraca Livre

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *