MG: evento mostrou a importância da cafeicultura do Cerrado para o mundo

Imprimir

O Seminário do Café apresentou sua 22ª edição, entre 20 e 22 de agosto, no Espaço Cultural, em Patrocínio/MG. Para o presidente da Acarpa, Marcelo Queiroz, o evento alcançou os objetivos de apresentar novas tecnologias de mercado, informações técnicas relevantes, condições diferenciadas de linha de crédito, promoção da marca Região do Cerrado Mineiro e a integração de todos os elos da cadeia do agronegócio café.

Em 2014, o Seminário reuniu, em 10 mil metros quadrados de área, mais de 100 marcas expositoras. Cerca de 12 mil visitantes passaram pelo local, vindos de regiões produtoras brasileiras e destinos internacionais, como Espanha, Colômbia, Japão, Estados Unidos, entre outros.

Os maiores fornecedores de insumos e defensivos agrícolas, além de dezenas de empresas ligadas ao café participaram do Seminário. Empresas de máquinas e implementos agrícolas mostraram o grande potencial da Região do Cerrado Mineiro neste segmento. O Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal e o Sicoob Coopacredi receberam inúmeras propostas para financiamento. A Expocaccer também concluiu importantes negociações com exportadores que visitaram o Seminário. Ao todo, Marcelo estima que foram realizados e prospectados mais de 50 milhões em negócios.

Com palestrantes e pesquisadores renomados, as palestras técnicas reuniram um público com média de 300 expectadores por palestra. Os temas propostos tiveram foco no diferencial competitivo da Região do Cerrado Mineiro, mulheres na cafeicultura, broca do café, perspectivas para mercado, legislação ambiental, efeitos da seca nos cafezais, técnicas de irrigação e fairtrade (comércio justo).

A Expocaccer e a Federação dos Cafeicultores promoveram workshops sobre degustação e prova de café. Fernando Scherer, premiado atleta da natação, fez a apresentação da palestra magna finalizando o Seminário do Café.

O Churrasco de Negócios Solidário reuniu expositores, cafeicultores e comunidade em uma causa única, ajudar o Hospital do Câncer de Patrocínio Dr. José Figueiredo. Atualmente o HC ampara mais de 150 pacientes. O evento contou com apoio de Accamp, Rotary Clube Brumado dos Pavões, Rotary Clube de Patrocínio, Bebidas Marra, Investbras, Cafebras e Consórcio Maggi.

Agradecimentos e Expectativas para 2015 – Marcelo Queiroz lembra que o tema proposto do Seminário foi a importância da cafeicultura para a Região do Cerrado Mineiro. “Muitos visitantes internacionais vieram conhecer o nosso potencial de cafés com alto padrão de qualidade. Regiões produtoras de todo o Brasil enviaram representantes para participarem do Seminário. Os cafeicultores fizeram negócios. Prefeitos, lideranças políticas, representantes de classes também estiveram conosco. A imprensa regional e nacional esteve conosco dando ampla divulgação ao evento. Este é um trabalho contínuo e, neste ano, estamos felizes por termos elevado, uma vez mais, o grande potencial do Cerrado Mineiro”, finalizou o presidente, que agradeceu aos parceiros em nome dos masters Expocaccer, Syngenta e SEBRAE.

O 23ª Seminário do Café, que acontece no maior município produtor de café do Brasil, ainda não tem data confirmada para 2015. A Acarpa irá promover encontros de avaliação com seus expositores, ouvir associados e participantes do evento para, posteriormente, anunciá-la.

Fonte: Marketing Acarpa (Lena Oliveira) via CNC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *