Mestrado Internacional da illycaffè tem recorde de estudantes inscritos

Imprimir
Livia Mundim, Anna Rossi Illy e Roberto Morelli, diretor da Fundação Ernesto Illy (Foto: Divulgação/illycaffè)
Livia Mundim, Anna Rossi Illy e Roberto Morelli, diretor da Fundação Ernesto Illy (Foto: Divulgação/illycaffè)

Foi aberta na sede da illycaffè em Trieste, na Itália, a 7ª edição do Mestrado Internacional em Economia e Ciência do Café. O objetivo do curso é oferecer a jovens graduados em diversas áreas uma educação abrangente sobre a cultura do café, da planta à xícara, abordando o valor social e econômico do café e a cultura dos países produtores do grão.

Trata-se do único curso do tipo no mundo, cuja forte vocação internacional confirma a cidade italiana como um centro global da cultura do café. Os 28 estudantes inscritos na atual edição são provenientes de 17 países: Albânia, Brasil, China, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Equador, Etiópia, Guatemala, Honduras, Indonésia, Itália, México, Peru, Ruanda, Estados Unidos e Tanzânia. A brasileira Livia Mundim, de Minas Gerais, é um dos 15 bolsistas. O corpo docente provém de universidades de excelência, tanto na Itália como no exterior.

Anna Rossi Illy, Presidente da Fundação Ernesto Illy, e Andrea Illy, Presidente da illycaffè, estiveram presentes no evento de inauguração e expressaram a satisfação pelo sucesso obtido pelo Mestrado. Nas seis primeiras edições, o projeto ofereceu estudos interdisciplinares de alto nível a mais de 100 estudantes de vários países.

“Os futuros gestores de café sabem como é importante embarcar no mundo da bebida com a preparação adequada e, neste ano, um número recorde de alunos se matricularam. Já foram criados exemplos virtuosos de compartilhamento de conhecimento ao longo dos anos, como na Universidade Zamorano, em Honduras, onde estudantes de países centro-americanos formados no Mestrado criaram um curso composto por cinco módulos de estudos aprofundados do café e ensinam pessoalmente aos alunos de lá”, declarou Anna Rossi Illy.

O curso, que totaliza 400 horas-aula, será ministrado em inglês nas dependências da illycaffè e terá duração de cinco meses: de 16 de janeiro a 16 de junho de 2017. A conclusão será em meados de outubro, quando os estudantes apresentarão suas dissertações.

Estudantes do 7º Mestrado Internacional em Economia e Ciência do Café (Foto: Divulgação/illycaffè)
Estudantes do 7º Mestrado Internacional em Economia e Ciência do Café (Foto: Divulgação/illycaffè)

Sobre a illycaffè
A illycaffè é uma empresa familiar italiana, fundada em Trieste em 1933, comprometida em oferecer o melhor café do mundo. É a marca de café mais global, produzindo um único blend de café espresso 100% arábica, com grãos provenientes de 9 países fornecedores, sendo o Brasil o principal. São consumidas mais de 7 milhões de xícaras de café illy por dia, em cafeterias, restaurantes e hotéis de mais de 140 países. Líder em ciência e tecnologia do café, a illycaffè é a precursora do espresso, tendo inovado no investimento na qualidade da bebida, com a criação do Prêmio Ernesto Illy, em 1991, para os produtores brasileiros. Também foi pioneira na compra direta dos fornecedores, compartilhando know-how e pagando preços acima do mercado para quem atinge seus padrões de qualidade, em parcerias sustentadas pelos princípios do desenvolvimento sustentável. Com o objetivo de difundir a cultura do café, fundou a Università del Caffè, um centro educacional de excelência que oferece treinamento teórico e prático em todos os aspectos do café para cafeicultores, baristas, equipes de lojas de café e amantes da bebida. Tudo que é “made in illy” é realçado pela beleza e a arte, representando os valores fundamentais da marca, a começar pelo seu logo, como são as mais de 100 xícaras da renomada illy Art Collection, desenhadas por artistas internacionais. A illycaffè emprega cerca de 1.200 pessoas globalmente e em 2015 registrou receitas consolidadas de 437 milhões de euros.

Fonte: ADS Comunicação Corporativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *