Mercado Físico acentua perdas na segunda-feira, com novas perdas em Nova York

Imprimir

Constantes perdas no mercado internacional refletiram nos negócios de café em quase todas as regiões produtoras. Queda dos preços aliado à escassez de grãos deixou os agentes de fora do mercado, e assim, determinou a redução do volume de negócios de forma geral.

No Sul de Minas baixo volume de negociações, com indicação de preços nominais se mantendo firmes. Vendedores e compradores muito afastados, enquanto os primeiros pedem em torno de R$ 530, os segundos estão dispostos a pagar R$ 470, impossibilitando a concretização de negócios.

Cerrado Mineiro com mercado bastante travado. Vendedores afastados no mercado, em consequência às seguidas quedas do grão nos últimos dias. A adesão destes fatores leva a desvalorização dos preços do grão na região. Café arábica bebida boa teve cotação de R$ 510,00/520,00 a saca, recuando frente aos R$ 520,00/525,00 do dia anterior.

O café arábica "rio" tipo 7 na Zona da Mata de Minas Gerais teve cotação de R$ 290,00, inalterado. Já o conillon tipo 7 em Vitória, Espírito Santo, foi cotado a R$ 208,00 a saca, também estável.

Fonte: Safras & Mercado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *