Julgamento no Iapar define vencedores do Prêmio Café Qualidade Paraná 2016

Imprimir
Julgamento no Iapar define vencedores do Prêmio Café Qualidade Paraná 2016(05/10/2016) Um time de experientes provadores está na sede do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), em Londrina, para o julgamento dos lotes que chegaram à etapa final do Prêmio Café Qualidade Paraná deste ano. As provas começaram nesta quarta-feira (5) e terminam ao meio-dia de quinta-feira (6). Os vencedores serão anunciados no próximo dia 20.

O concurso busca identificar e valorizar os melhores cafés produzidos no Estado com oobjetivo de fortalecer a posição paranaense na produção de cafés especiais. “É uma estratégia para abrir aos nossos cafeicultores a possibilidade de conquistar novos mercados, ampliar os negócios e, com isso, aumentar a rentabilidade da atividade”, esclarece o economista Paulo Sérgio Franzini, da Câmara Setorial do Café.

Estão na disputa 26 lotes de café natural e 17 de cereja descascado. Para chegar a esta fase, eles venceram classificatórias regionais realizadas em toda a zona cafeeira do Paraná, tendo superado mais de 240 concorrentes que iniciaram o certame.

FINALISTAS – Os 43 cafeicultores finalistas são:
Apucarana – Luiz Carlos Biz e Mauro Kiniti Sato.
Califórnia – Marcos Orlando Bramé.
Cambira – Aparecido Benedito Barlati, Evilásio Shigueaki Mori, Jaime André e Mitiko Yoshikawa Mori.
Carlópolis – Maria de Fátima da Silva e Maria Helena de Souza Conick.
Congonhinhas – Pâmela Ribeiro dos S. Mateus.
Cornélio Procópio – Antônio Olímpio Liranço e Orlando Van der Ostern.
Grandes Rios – Aroldo Santino da Silva, Claudemir Terracini, Gilberto Delatorre e Rogério Aparecido Pirolo.
Jacarezinho – Flávia Jacob Saldanha Rodrigues.
Jandaia do Sul – Patrick Rodrigues de Souza e Wilson Massarente.
Japira – Maria Aparecida Maciel.
Joaquim Távora – Ceres Trindade de Oliveira Santos, Loete do Carmo da Cruz e Sirlei de Fátima da Cruz Carvalho.
Londrina – Reginaldo Ferrer Lopes.
Mandaguari – Edson Lopes, Fernando Ricardo Cedran, Jaime Rosseto, João Carlos Lopes, José Antônio Ricardo, José Carlos Rosseto, Marcos Gonçalves Rosseto e Roberval Simões Rodrigues.
Ribeirão Claro – Fábio Dória Scatolin, José Eduardo Correa Ferraz e Nelson Luiz Possetti.
Rolândia – André Nunes dos Santos e Arnaldo Nunes dos Santos.
Santa Mariana – Cornélia Margot Gamerschlag.
Santo Antônio da Platina – Cleonice dos Santos, Laurinda de Oliveira Bufalari e Osvaldo Sanches Garcia.
Tomazina – Laura Inocência de Freitas e Márcio de Godói.

A comissão julgadora é integrada por Francisco Barbosa (Ministério da Agricultura, Londrina-PR), Geórgia Franco de Souza (Lucca Cafés Especiais, Curitiba-PR), Hélio Tuda (Café Jandaia, Jandaia do Sul-PR), Mário da Silva (Cocari, Mandaguari-PR), Oscar Peron (Outspan Importadora e Exportadora, Londrina-PR), Rogério Alves da Silva (Prefeitura de Ribeirão Claro-PR) e Sidney Veiga Araújo (Café Iguaçu, Cornélio Procópio-PR). Joana d´Arc Teixeira de Faria, Nelson Menoli Sobrinho e Osvaldo Martins Rodrigues, todos da Emater-PR, completam o grupo de avaliadores.

PREMIAÇÃO – O lote vencedor de cada categoria fica habilitado a representar o Paraná no concurso nacional, promovido pela Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic).

Além disso, todos os classificados até a quinta posição têm garantida – pelo Governo do Paraná, com o apoio dos patrocinadores do certame – a compra dos lotes pelo valor da BM&FBovespa no dia 19 de outubro, acrescido de 25%.

REALIZAÇÃO – O Concurso Café Qualidade Paraná é uma promoção da Câmara Setorial do Café, Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Paraná (Seab), Iapar e Emater-PR, com apoio da Associação dos Engenheiros-Agrônomos de Londrina, do Consórcio Pesquisa Café e de cooperativas, indústrias torrefadoras e empresas ligadas ao setor no Estado.

Fonte: Revista Cafeicultura

Extraído do site Peabirus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *