Já presenciou florada e fruto ao mesmo tempo?

Imprimir
Por Gabriela Kaneto

A florada do café é uma das épocas mais importantes e bonitas do ciclo cafeeiro. Além de decorar as lavouras, registra o nascimento da próxima safra. Essa fase costuma acontecer entre agosto e outubro, mas atualmente está ficando cada vez mais comum observar floradas fora de época causadas pela instabilidade climática. Este fenômeno resultará em um problema ainda maior: a desigualdade na maturação dos cafés. Com isso, um único pé poderá apresentar frutos passas, cerejas e verdes, dificultando o processo de colheita e diminuindo a qualidade da safra.

A produtora Doroteia Renno, de Santa Rita do Sapucaí (MG), notou que flores estão abrindo em alguns cafeeiros de sua lavoura. “São cafés de sete anos, bem preparados, que estão florindo fora de época. O café de um ano e meio também abriu florada”, comenta. Ela relata que estava com esperanças de conseguir uma boa produtividade neste talhão, por conta de uma safra zero que adotou em sua fazenda. “Agora, depois desta florada de ponteiro, que acho difícil pegar devido ao clima frio e seco que estamos vivendo, já começo a trabalhar com uma expectativa de quebra de 30%, infelizmente”.

florada Fotos enviadas pela produtora Doroteia Renno

Além dela, a produtora Márcia Bichara, de Monte Alegre do Sul, região do Circuito das Águas Paulistas, também registrou o mesmo problema. “Em relação à geada não fomos atingidos, mas estranhamos o surgimento de flores agora, porque as gemas deveriam estar adormecidas”, conta. Segundo ela, a floração não é no cafezal todo, mas já é motivo de preocupação. “Não sabemos se os frutos irão vingar. Se positivo, ficará desregulado, enfraquecendo a planta para outras floradas”, relata.

florada2 Fotos enviadas pela produtora Márcia Bichara

Marcelo Jordão, agrônomo da Fundação Procafé, explica o motivo desde fenômeno estar ocorrendo agora. “Essa florada foi despertada com aquelas chuvas que tivemos em abril e maio. Em algumas regiões tivemos um volume hídrico bem significativo. Essa chuva acabou promovendo esse adiantamento do botão floral”.

Em relação às consequências, ele reforça as preocupações da cafeicultora Márcia. “Vamos ter essa florada precoce e posteriormente outras. Isso vai fazer com que haja uma desuniformidade muito grande na maturação, ou seja, por volta do mês de dezembro e janeiro já vamos ter frutos cereja, frutos chumbinho e frutos ainda na fase de granação”.

Marcelo ressalta que isso impactará diretamente na colheita e na qualidade da próxima safra. “Ao invés de termos uma colheita de fruto cereja em um único momento, vamos ter frutos de várias maturações. Se a pessoa deixar para colher esses frutos só na época tradicional, maio e junho de 2020, grande parte desses frutos da florada que ocorreu agora já vai ter secado e ido para o chão. Ou seja, vai acabar recolhendo os frutos dessa florada precoce no café de varrição”, conta.

Fonte: CaféPoint

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *