Início da colheita do café ajuda a gerar empregos no sul de MG

Imprimir

 

O sol dá as boas vindas aos trabalhadores rurais em Três Pontas, sul de Minas Gerais, onde a colheita do café arábica começa bem cedo. Com o dia ainda amanhecendo, eles chegam às lavouras com a antiga companheira nas mãos, a marmita.

Paulo Roberto Chaves tem um cafezal de 140 hectares. A expectativa dele é colher 4 mil sacas e logo no início da manhã, ele dá as primeiras orientações aos apanhadores.

A colheita do café movimenta a economia da região e também gera muitos empregos. Só na lavoura de Paulo, 45 pessoas foram contratadas para trabalhar, mas este número pode aumentar.

O momento é de ganhar um dinheiro extra. “Todo ano eu compro alguma coisa para minha casa, ajuda muito”, diz a lavradora Maria Tereza Oliveira.

Em Varginha, também ao sul de Minas Gerais, Arquimedes Coli Neto, presidente do Centro do Comércio de Café de MG, fala sobre a queda no preço do café arábica e a perspectiva para o mercado nos próximos dias. Confira a entrevista no vídeo com a reportagem completa.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *