Homem é preso com 100 sacas de café furtado em Paraíso

Imprimir

Na noite desta terça-feira (1º), a Polícia Militar de São Sebastião do Paraíso efetuou a prisão de um homem, de 27 anos, que estava de posse de aproximadamente 100 sacas de café em coco. A carga foi furtada em uma propriedade rural do município. Os policias chegaram até o autor através da denúncia de um vizinho da propriedade de onde o material foi retirado.

O furto aconteceu na noite da última segunda-feira (31), no Sítio Cachoeira, região rural dos Marques. Por volta das 23h, um sitiante vizinho viu uma VW/Kombi, de cor branca, parada em meio ao cafezal. Ele anotou a placa do veículo e passou para o proprietário do sítio, que estava na cidade. A vítima se deslocou até sua propriedade, e constatou que o café de varrição que estava em bags no meio da lavoura havia sido furtado.

A Polícia Militar foi acionada e conseguiu chegar até o suspeito Luiz Paulo de Andrade, de 26 anos, através do número da placa da Kombi. Na chácara que ele arrenda, situada no Condomínio Matrinchã, próximo a região rural do Morro Vermelho, os policiais localizaram a carga de café em coco, que corresponde a aproximadamente 100 sacas de 60 quilos, e a perua Kombi branca, que foi utilizada para o furto.

A carga de café furtada esta avaliada em aproximadamente R$ 10 mil. Na chácara onde reside o autor também foram localizados uma touca ninja de cor preta, ferramentas, um alicate de pressão grande, uma alavanca comumente utilizada para estourar cadeados e outros materiais usados no manuseio do café.

O autor foi preso e encaminhado para a delegacia de Polícia Civil, onde foi ouvido pelo delegado de plantão. Ele deve responder inicialmente pelo crime de receptação, uma vez que ainda não há provas concretas da participação no furto.

Pela quantidade de material e produtos apreendidos, a polícia acredita que o autor não agia sozinho. As investigações continuam, no sentido de identificar outros envolvidos. O café foi restituído para a vítima.

Fonte: Clic Folha (Folha da Manhã – Passos/MG)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *