Geada queima parte das lavouras de café no sul de Minas

Imprimir

Na área onde Paulo Silva planta café, em Botelhos, metade dos 15 mil pés foi atingida pela geada. As folhas ficaram escuras, com aparência de queimadas. Para o produtor, encontrar a lavoura assim foi uma decepção.

Segundo um levantamento da Cooxupé, Botelhos foi o município da região que teve a maior área afetada: 701 hectares. A geada não deve atrapalhar a colheita desta safra, porque os grãos já estavam formados, mas o fenômeno vai comprometer a produção do ano que vem.

Para quem teve esse problema na lavoura, a orientação é observar como as plantas se desenvolvem nos próximos meses. “Assim que começar a aparecer as novas brotações, atrás da área queimada, o recomendável é fazer uma pulverização com adubo foliar para ajudar na recuperação da planta, além das adubações de solo programadas”, orienta José Ansani, agrônomo da Emater/MG.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *