Frente Parlamentar do Café debate cenário da cafeicultura nacional nesta terça-feira (07) em Brasília

Imprimir
Nesta terça-feira (7), a Frente Parlamentar do Café realiza um grande debate com produtores, representantes de secretarias estaduais de Agricultura e com ministérios sobre a conjuntura da cafeicultura nacional perante os mercados interno e externo. O evento ocorre no Auditório Freitas Nobre, na Câmara dos Deputados.

A programação do evento conta com painéis sobre a política de preços mínimos e a política agrícola voltada ao setor. Após os debates, será apresentado um documento à Secretaria Executiva do Ministério da Agricultura, formulado com os principais pautas debatidas no evento.

Vice-Presidente da Frente, o Deputado Federal Evair de Melo (PP-ES) enaltece a iniciativa, destacando o momento preocupante do setor. O parlamentar capixaba é uma das principais lideranças do agro que atuam para que sejam revisados os preços mínimos do café, estabelecidos pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e, na última semana, foi firmado um compromisso para que haja essa revisão e a construção de uma Política de Preço de Referência (PEPRO).

De acordo com a estimativa do Centro do Desenvolvimento do Agronegócio do Espírito Santo (Cedagro), o custo total da produção de café conilon pode chegar até R$ 313,00, valor 33% maior que o preço mínimo estabelecido. Já o custo do arábica para o produtor, dependendo da produtividade, pode chegar até R$ 553,00, 35% a mais que o valor mínimo da Conab.

“É sempre importante frisarmos que a cafeicultura é uma das principais atividades agrícolas do país. Nossos grãos são referência de qualidade no mundo inteiro e é inadmissível que adotemos uma política de preço que não cubra o investimento de nossos produtores. Vamos continuar trabalhando para que o café tenha o destaque que tanto precisa e merece na economia nacional e nossos produtores sejam bem remunerados pelos produtos de excelência que chegam aos consumidores”, reiterou Evair de Melo.

Atuação

Evair é autor de dois projetos de lei voltados à cafeicultura no Brasil. O PL 1712/15 barra as importações de café de países que não possuem leis ambientais e trabalhistas tão rígidas quanto às brasileiras. Já o PL 1713/15, aprovado na Câmara e em tramitação no Senado, institui a Política Nacional de Incentivo à Produção de Café de Qualidade, garantindo instrumentos essenciais para o aumento da qualidade dos grãos, como assistência técnica, extensão rural especializada, crédito rural e capacitação.

Programação

Data: 07/05/19 (terça-feira)

Local: Auditório Freitas Nobre, Anexo IV, Subsolo, Câmara Federal

9h – Abertura

9:30h – Painel sobre a metodologia de composição do preço mínimo do café. Palestrante: Newton Araújo Silva Júnior- Presidente da Conab.

9:45h – Painel sobre a política agrícola voltada ao café. Palestrante: Eduardo Sampaio Marques – Secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento-MAPA.

10h – Painel sobre o mercado externo do café. Palestrante: João Hopp – Diretor Comercial da Exportadora Guaxupé e membro do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil- Cecafé.

10:30h- Debate.

12:30h – Almoço.

13:30h – Encaminhamentos finais.

15h – Encerramento.

18h- Audiência no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento com Secretário Executivo para apresentar o documento de consenso.

Fonte: Ascom Deputado Federal Evair de Melo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *