Floradas que abriram nas últimas semanas não entusiasmam técnicos – Boletim Carvalhaes

Imprimir

Boletim semanal Escritório Carvalhaes – ano 83 – n° 41

Os contratos de café na ICE Futures US em Nova Iorque trabalharam em alta esta semana. Os com vencimento em dezembro próximo acumularam ganhos de 740 pontos.

O mercado físico brasileiro apresentou-se comprador, mas os produtores continuam cautelosos, vendendo com cuidado e sem pressa seus lotes da safra corrente 2016. Sem estoques de safras anteriores e preocupados com o estado dos cafezais, exauridos com a colheita de ciclo alto após dois anos de secas fortes e atípicas, os cafeicultores vendem o suficiente para cumprir seus compromissos de curto prazo.

As floradas que abriram com as chuvas das últimas semanas não entusiasmam os técnicos. Muito bonitas como sempre acontece quando as árvores estão menos enfolhadas, elas apontam para uma safra menor do que a deste ano. As chuvas foram suficientes para despertar as arvores e induzir as floradas, mas agora precisamos de boas chuvas até o final do verão para que os frutos vinguem e cresçam. Se as chuvas vierem em bom volume e no tempo certo, poderemos ter uma boa safra de arábica de ciclo baixo, mas certamente menor do que a atual.

O preço do conilon também contribui com a pouca disposição para venda dos produtores de arábica. Considerado de menor qualidade, sendo usado nos blends mais baratos, esta semana o conilon tipo 7 foi comercializado na faixa dos 480 reais a saca, com alguns lotes chegando aos 500 reais. Só lotes de arábica com bebida dura receberam ofertas e foram comercializados acima dos 500 reais. Poucos cafeicultores parecem dispostos a vender seus lotes de arábica a preços iguais ou inferiores aos praticados no mercado de conilon. Quando vendem é para fazer “caixa” e saldar compromissos de curto prazo.

A Conab – Companhia Nacional de Abastecimento realizará na próxima quinta-feira, dia 20, mais dois leilões de venda de café arábica. Serão ofertadas pouco mais de 90 mil sacas de 60 kgs da safra 2009/2010, armazenados nos estados de Minas Gerais e São Paulo. Desde janeiro, o governo brasileiro já comercializou, em 24 leilões, mais de 500 mil sacas de café arábica de um total de 1,25 milhão de sacas de estoques públicos. O Paraná já vendeu todo seu estoque. São Paulo e Minas Gerais são os estados que ainda possuem o grão. Os estoques públicos brasileiros já estão bem abaixo de um milhão de sacas e terminarão neste ano-safra. Nosso consumo interno mensal é de 1,7 milhão de sacas.

É um fato inédito. O Brasil, maior produtor de café do mundo, responsável por quase quarenta por cento do fornecimento mundial de café, já está sem estoques remanescentes de safras passadas em mãos da iniciativa privada e agora ficará sem estoques governamentais. Daqui para frente contaremos apenas com o café de cada safra para atender nossos compromissos de exportação e consumo interno.

O Cecafé – Conselho dos Exportadores de Café do Brasil informou que no último mês de setembro foram embarcadas 2.503.212 sacas de 60 kg de café aproximadamente 22% (687.548 sacas) menos que no mesmo mês de 2015 e 27% (521.284sacas) menos que no último mês de agosto. Foram 2.170.431 sacas de café arábica e 30.486 sacas de café conillon, totalizando 2.200.917 sacas de café verde, que somadas a 299.854 sacas de solúvel e 2.441 sacas de torrado, totalizaram 2.503.212 sacas de café embarcadas.

Até dia 13, os embarques de outubro estavam em 641.585 sacas de café arábica, 8.564 sacas de café conilon, mais 35.825 sacas de café solúvel, totalizando 685.974 sacas embarcadas, contra 351.149 sacas no mesmo dia de setembro. Até o mesmo dia 13, os pedidos de emissão de certificados de origem para embarque em outubro totalizavam 1.239.262 sacas, contra 1.410.692 sacas no mesmo dia do mês anterior.

A bolsa de Nova Iorque – ICE, do fechamento do dia 7, sexta-feira, até o fechamento de hoje, sexta-feira, dia 14, subiu nos contratos para entrega em dezembro próximo 740 pontos ou US$ 9,79 (R$ 31,28) por saca. Em reais, as cotações para entrega em dezembro próximo na ICE fecharam no dia 7 a R$ 630,59 por saca, e hoje dia 14, a R$ 656,77 por saca. Hoje, sexta-feira, nos contratos para entrega em dezembro a bolsa de Nova Iorque fechou com alta de 270 pontos.

Fonte: CaféPoint

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *