Florada anuncia boa qualidade do café para a próxima safra

Imprimir

Depois de um período longo de estiagem, junto com as chuvas vieram também as floradas do café que, diferente do ano passado, chegaram de forma mais concentrada nas lavouras da região. Esta característica deve contribuir com a próxima safra já que a maturação dos frutos terá maior uniformidade o que reflete na qualidade do produto.

De acordo com o Gerente de Gestão do Agronegócio da Cooparaiso, Marcelo Almeida, a florada concentrada vai ajudar o produtor na hora da colheita. "Hoje, principalmente para os cafés descascados, o produtor visa colher o café no ponto cereja. Então, se temos uma florada uniforme, haverá uma quantidade maior de frutos cereja, o que vai dar maior qualidade no café colhido na próxima safra", explica o agrônomo.

Na safra que se encerrou este ano aconteceram floradas desiguais ao longo do período chuvoso o que prejudicou um pouco o produtor, que acabou iniciando a coheia com grande porcentagem de café verde. No início, o café entregue na Cooparaíso chegou a 30% de catação, de acordo com o setor de classificação da cooperativa. Marcelo Almeida conta que "no ano passado, nós tivemos um período muito chuvoso e chegamos a considerar 5 ou 6 floradas diferentes. Este ano, acreditamos que 80% das flores, que tinham potencial de abrir, já abriram de uma vez só em outubro".

Segundo o balanço realizado pelo Departamento de Gestão do Agronegócio, a florada foi considerada boa este ano e, nos municípios da área de abrangência da Cooparaiso, as características foram similares. O parque cafeeiro da região possui duas características distintas. Muitas lavouras estão com uma quantidade satisfatória de folhas, o que pode garantir uma boa produção, mas também "temos uma porcentagem grande de lavouras que tiveram uma produção muito alta este ano e, com a estiagem, ficaram mais prejudicadas. Essas lavouras podem ter conseguido uma florada satisfatória, mas o pegamento pode nao ser de 100% para uma boa colheita", afirma Marcelo Almeida. Estas duas situações aconteceram nas propriedades de Antônio Jacinto Caetano. De acordo com o produtor, "as lavouras novas deram uma florada muito boa, diferente das lavouras mais antigas, que deram muito café. Acho que isto deve quebrar um pouco a produtividade do ano que vem. Apesar disso, vamos ter uma qualidade do café muito melhor que a do ano passado, quando tivermos mais floradas".

O recomendável neste período é que o produtor realize as pulverizações pós-florada e também a aplicação de produtos para o controle de pragas e doenças e a adubação. É importante que estas aplicações sejam preventivas para não comprometer o desenvolvimento e pegamento dos chumbinhos. Caso o produtor tenha alguma dúvida sobre a aplicação e escolha correta dos produtos a serem utilizados no manejo da lavoura, basta consultar um agrônomo.

Postado por cristiano em 01/11/2010.
Fonte: Assessoria de Imprensa Cooparaiso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *