Exportadores e indústrias torrefadoras aumentam compras do café robusta

Imprimir

Os exportadores e as indústrias torrefadoras de café aumentaram as compras do robusta nos últimos meses. A variedade, que é mais conhecida no Brasil como conilon, é utilizada para a produção do café solúvel. Além disso, é essencial para a formação dos chamados blends, que são as misturas de diversos tipos de grãos. O aumento dos preços do café arábica nos últimos meses e a mudança na política de cobrança do PIS e Cofins foram os principais responsáveis pelo crescimento.

O café conilon representa 40% do mercado mundial da bebida. No Brasil, a produção, que vem principalmente do Espírito Santo, representa 35%. O grão sai do campo por um preço menor se comparado ao arábica.

Segundo o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), a procura pela variedade cresce em ritmo acelerado porque a diferença de preços entre o arábica e o conilon, que já foi de mais de 70%, hoje está em 30%. A mudança na política de tributação das exportações também favoreceu o conilon.

Mesmo não tendo a preferência do consumidor, a tendência para o mercado do conilon é positivia. Isso porque a população asiática, que tradicionalmente não consumia café, aos poucos vem mostrando maior interesse pela bebida.

Fonte: Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *