Embrapa lança edital para produtores interessados em multiplicar e comercializar mudas do café Conilon BRS Ouro Preto

Imprimir

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa, realizará seleção de produtores interessados na multiplicação e comercialização de mudas da cultivar de café Conilon BRS Ouro Preto. A abertura do processo de seleção será realizada às 9 horas do dia 22 de janeiro de 2013, na sede da Embrapa Produtos e Mercado, em Brasília/DF.

Podem participar do processo pessoas jurídicas e físicas inscritas no Registro Nacional de Sementes e Mudas – RENASEM, como produtores de mudas com habilitação para cafeeiro. Os documentos de habilitação e classificação deverão ser entregues à Embrapa diretamente ou via correio no seguinte endereço: Embrapa Produtos e Mercado, localizada no Parque Estação Biológica – PQEB, s/n, Edifício Sede, Térreo – Sala de Reuniões, CEP 70770-901, Asa Norte, Brasília/DF. A data limite para a chegada da documentação na Embrapa é até às 14 horas do dia 21 de janeiro de 2013.

“Esta etapa de seleção dos viveiristas está viabilizando a chegada desta inovação tecnológica para a cafeicultura rondoniense, pois com a multiplicação das mudas da BRS Ouro Preto elas poderão chegar aos produtores”, explica o chefe de transferência de tecnologia da Embrapa Rondônia, Samuel Magalhães.

O edital completo está disponível no link:

http://www.cpafro.embrapa.br/media/arquivos/documentos/Edital_cafe-BRS_ouro-preto.pdf  

Café Conilon BRS Ouro Preto

A cultivar de café Conilon BRS Ouro Preto (Coffea canephora Pierre ex Froehner) é a primeira desenvolvida pela Embrapa, sendo resultado de estudo conduzido pela Embrapa Rondônia em parceria com o Consórcio Pesquisa Café. Ela é recomendada especialmente para Rondônia – segundo produtor de café conilon do Brasil – e foi obtida pela seleção de cafeeiros com características adequadas às lavouras comerciais do estado e adaptada ao clima e ao solo da região. Sua denominação é uma homenagem ao município de Ouro Preto do Oeste, centro pioneiro da colonização oficial do antigo território de Rondônia.

A Conilon BRS Ouro Preto tem potencial para aumentar a produtividade da cafeicultura em Rondônia, contribuindo para a sustentabilidade econômica e social de mais de 40 mil pequenas propriedades de cafeicultura no estado. A produtividade média do café em Rondônia é de 11 sacas/ha, já a da Conilon BRS Ouro Preto é de 70 sacas/ha.

Esta variedade também poderá ter sua recomendação estendida para outras regiões da Amazônia, o que é importante para o aumento da renda da agricultura familiar e da fixação do homem no campo no norte brasileiro. O sistema de produção preconizado para o cultivo desta variedade é compatível com as práticas ambientais agronomicamente recomendadas, colocando esta tecnologia como promotora da preservação ambiental. Além disso, o aumento da produtividade decorrente da adoção desta variedade permite produzir mais em menor área, diminuindo a pressão sobre a floresta.

Fonte: Embrapa via Newscafeicultura e Rede Social do Café

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *