Emater-MG marca presença no Seminário do Café do Cerrado

Imprimir
Será até o dia 3 de outubro o 27º Seminário do Café da Região do Cerrado Mineiro, em Patrocínio, no Alto Paranaíba. O evento tem como objetivos a troca de experiências, a comercialização de máquinas e implementos agrícolas e a valorização da cafeicultura.

O encontro é promovido pela Associação dos Cafeicultores da Região de Patrocínio (Acarpa) e tem como parceira a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). O evento acontece no Parque de Exposições Brumado dos Pavões.

A cerimônia de abertura, na segunda-feira (30/9), contou com a participação do governador de Minas Gerais, Romeu Zema. Ele destacou a importância da cafeicultura mineira e os programas e ações desenvolvidos pelo Estado para o crescimento e fortalecimento do setor, por meio da Seapa, Emater-MG e a Empresa de Pesquisa Agropecuária (Epamig).

Já o presidente da Acarpa, Frederico de Queiroz Elias, destacou que o seminário, além da qualidade e produtividade, vai despertar “a conscientização e o interesse em garantir a sustentabilidade e rentabilidade dos cafeicultores desde a produção até o consumo”.

A cerimônia de abertura contou, ainda, com a participação do diretor-presidente da Emater-MG, Gustavo Laterza, e uma homenagem ao ex-ministro da Agricultura, Alysson Paulinelli.

Participação
O Circuito Mineiro de Cafeicultura, promovido pela Emater-MG, será um dos destaques do seminário. O principal tema é a sucessão familiar no campo. Segundo a gerente regional da Emater-MG em Patos de Minas, Patrícia Burgos, esta é uma questão importante e com a qual todos devem se preocupar. “É preciso atenção para que não ocorra uma desestruturação da atividade e da família rural. É uma responsabilidade de pais e filhos de se prepararem para este momento, evitando o êxodo rural e até mesmo o fim da atividade”. A etapa do circuito será realizada na quarta-feira (2/10), a partir das 10h.

A Emater-MG também participa da organização do Encontro das Mulheres que Inspiram o Cerrado. São esperadas cerca de 200 participantes, no evento que também será no dia 2/10, a partir das 19h. O foco é discutir o papel e a importância da mulher no campo. “Precisamos sempre discutir e avaliar o papel da mulher no campo, visando a sua valorização”, afirmou Patrícia Burgos.

Maior produção
Patrocínio é o maior produtor de café de Minas Gerais. A área em produção chega a 52 mil hectares, com uma produção média por safra de 1,14 milhão de sacas de 60 kg.

São 830 cafeicultores, sendo que 655 são agricultores familiares. Uma das principais ações da Emater-MG no município é o Certifica Minas Café. O programa, do Governo de Minas Gerais, é executado pela Seapa, por meio da Emater-MG e do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). A ideia é estimular os produtores a adotarem boas práticas de produção e uma gestão moderna da propriedade para agregar valor ao café mineiro.
A Emater-MG orienta os produtores sobre as adequações das propriedades candidatas ao processo de certificação. No município de Patrocínio, são 86 propriedades certificadas pela Certifica Minas Café.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emater-MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *