Dia Nacional do Café: Fazer café não é difícil, mas algumas dicas ajudam a extrair o máximo de aroma e sabor

Imprimir

1) Como comprar:

. O café é um produto que absorve odores. Por isso, quando for ao mercado só compre se o café estiver longe de produtos de limpeza e de higiene. Depois, colo-que-o em sacola separado das demais compras.

. A embalagem mais tradicional é a chamada almofada (saco). O prazo de validade do café é de responsabilidade do fabricante. Café torrado recentemente tem mais sabor.

. Vem crescendo também o uso de embalagens a vácuo (semelhante a um tijolo), um processo de embalar o café através da retirada do oxigênio. A vantagem é que tem validade mais longa, de 12 a 18 meses.

. Existem outros tipos de embalagem que preservam o café por 12 meses. São aquelas que têm válvula aromática e as que têm gás inerte, normalmente nitro-gênio em seu interior. Nesses dois casos, o ar interno é removido e isto ajuda a preservar o aroma e o sabor por muito tempo.

. Ao comprar, verifique o prazo de validade. Muitas embalagens já trazem também informações como a origem do grão (em que região foi plantado), se a torra é cla-ra, média ou escura.

. Se você toma pouco café em casa, adquira embalagens menores, de 250 gramas. O café, em contato com o ar, oxida e perde o aroma e sabor. É melhor comprar vários pacotes menores e ir abrindo conforme a necessidade, do que comprar embalagens maiores, de 500 gramas, achando que assim está economizando.

2) Em casa:

. Guarde o pacote de café na despensa, bem longe do armário de produtos de lim-peza e de higiene.

. Depois de aberta, guarde a embalagem ou transfira o pó para um pote ou uma lata, que seja hermeticamente fechado, e coloque preferencialmente na geladeira. O pote tem que estar muito bem fechado para não entrar ar e, no caso da geladei-ra, para o café não entrar em contato com a umidade e o pó não adquirir os odores dos outros produtos e alimentos lá guardados.

. O pote deve ser de uso exclusivo do café. Quando for repor o produto, lembre-se de lavá-lo e mantê-lo limpo e livre do pó anterior. Evite misturar o final de um pó de café com um novo.

. O ideal é consumir o café até duas ou no máximo três semanas após aberto.

 

3) Cuidados

. Use sempre água filtrada no preparo do café.

. Nunca ferva a água.

. Nunca reaproveite o pó de café usado, chamado de borra. Jogue fora (ou aprovei-te para colocar nas plantas e assim combater a dengue).

. Como o café é um produto que absorve qualquer odor ou perfume, só use deter-gente neutro para lavar todos os utensílios: chaleira, jarra de vidro, bule, porta-filtro, garrafa térmica, canecas e xícaras.

. Para garantir um café bem quentinho, escalde as xícaras com água fervente antes de servir.

. Nos dias mais frios, escalde o próprio bule ou recipiente antes de passar o café.

. Escalde também a garrafa térmica, que deve ser de uso exclusivo para café. E lembre-se: NUNCA adoce o café e só o mantenha na garrafa térmica por no má-ximo 1 hora – depois disso ele fica com gosto de requentado e perde todo o sabor.

. Só adoce o café na xícara, na hora que for bebê-lo.

. Faça o café na quantidade ideal para o número de pessoas que vai consumi-lo. Assim, além de ter sempre um cafezinho muito gostoso, você ainda economiza e não desperdiça, jogando o café no ralo.

. NUNCA requente o café.

4) Qual o melhor café?

. O melhor café é aquele que a pessoa mais gosta. Existem cafés para todos os gos-tos e bolsos.

. Uma boa forma de descobrir qual o melhor café é fazer um teste comparativo. Compre duas embalagens pequenas de duas marcas diferentes. Prepare os dois simultaneamente. Coloque um em cada xícara e primeiro sinta o aroma, aproxi-mando o nariz na borda. Em seguida, prove o primeiro e sinta o paladar, o corpo. Depois tome um gole de água (para limpar a boca), e experimente a segunda xíca-ra e compare os dois.

. Assim fica muito fácil você descobrir qual é o café que mais lhe agrada e você pode descobrir ainda se gosta de café com torra mais escura, ou com torra mais clara; se gosta de café mais encorpado ou menos encorpado, e assim por diante.

5) Preparo do café

. Medidas (independente se coado ou filtrado):

– Para um pó de café com torra média use entre 6 e 8 colheres de sopa rasas para 1 litro de água (isso dá para fazer 20 xícaras – se for fazer para 4 pessoas, use 3 colheres e 250 ml de água).

– Para um pó de café com torra escura use entre 5 e 6 colheres de sopa rasas para 1 litro de água

. Coloque o pó no coador ou filtro uniformemente e não compacte ou aperte a ca-mada de café.

. Comece molhando o café pelas beiradas. Depois, despeje a água lentamente, em fio, bem no centro. Não mexa com a colher.

6) Preparo no Coador de Pano

. É a forma de preparo mais tradicional no Brasil e resulta em uma bebida suave

. Se o coador for novo, ferva-o em água com borra de café antes do primeiro uso.

. Lave o coador de pano após o uso apenas com água

. Guarde-o dentro da água, em pote fechado, preferencialmente na geladeira.

. Troque o coador de pano pelo menos a cada 3 meses.

. Nesse método, o café também pode ser misturado na água quente e posterior-mente passado no coador.

7) Preparo no Filtro de Papel

. Nesse método, obtém-se uma bebida mais encorpada.

. Atenção: o filtro de papel deve ser do mesmo tamanho do porta-filtro.

. O filtro de papel é descartável. Não reaproveite.

8) Preparo do Café Solúvel

. O café solúvel é prático e não requer nenhum equipamento. Basta adicionar água quente (ou leite quente) ao pó.

9) Preparo na Cafeteira Italiana

. Nesse equipamento, obtém-se um café cremoso e com aroma mais intenso e en-corpado. Atenção: esta cafeteira exige um café com moagem mais grossa.

. Fazer o café nesta cafeteira é simples. Coloca-se água no reservatório inferior e o pó de café no porta-filtro, fecha-se a cafeteira e a leve direto ao fogo.

10) Preparo na Cafeteira Elétrica

. Muito prática. A própria cafeteira aquece a água até a temperatura certa, que passa pelo filtro onde está o pó.

11) Preparo na Prensa Francesa (French Press)

. Além de prática, se destaca pela mobilidade.

. Utiliza um êmbolo para separar a borra. Basta colocar o pó (que deve ser moído grosso), acrescentar a água quente e empurrar o êmbolo bem próximo do café. Deixe descansar por 4 ou 5 minutos. Empurre o embolo até o final – o café filtrado sobe e os resíduos ficam ao fundo.

12) Preparo do Café Turco

. Nesse método o café não é filtrado, mas é bebido com o pó de café que deve ter moagem bem fina.

. Mistura-se água, pó e açúcar no ibriq, um bule de metal com cabo comprido. Leva-se ao fogo por três vezes e ao final, antes de servir, adiciona-se o cardamono.

Fontes: ABIC – Associação Brasileira da Indústria de Café e CPC – Centro de Preparação de Café do Sindicafé – SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *