Demanda aquecida impulsiona valores e robusta volta a fechar acima dos R$ 320/sc

Imprimir
Mesmo às vésperas da entrada da temporada 2018/19 de café no Brasil, os valores internos do robusta estão mais firmes. Segundo pesquisadores do Cepea, a sustentação vem, principalmente, da demanda mais aquecida por parte da indústria, que adquire grãos remanescentes da safra 2017/18.

Além disso, cafeicultores estão à espera de preços ainda maiores para comercializar bons volumes e, por isso, se afastaram das vendas. Nesse cenário, o Indicador CEPEA/ESALQ do robusta do tipo 6, peneira 13 acima, fechou a R$ 326,37/sc nessa terça-feira, 24, elevação de 1,5% em relação à terça anterior, 17.

Quanto ao arábica, apenas alguns poucos negócios envolvendo grãos remanescentes, especialmente mais finos, foram observados nos últimos dias. No geral, contudo, muitos agentes estão retraídos, à espera da colheita da safra 2018/19. Assim, com a baixa liquidez interna, os preços nacionais têm oscilado pouco, acompanhando a variação externa e do dólar.

Fonte: Cepea

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *