Crescer de forma sustentável é o desafio do agonegócio brasileiro

Imprimir


O principal desafio da cadeia produtiva do agronegócio no Brasil é preparar-se para suprir a demanda nacional e internacional, principalmente nesta fase de crescimento acelerado do país. Foi o que afirmou o presidente do Instituto Universal de Marketing em Agribusiness (I-UMA), José Américo da Silva.

Segundo Américo da Silva, as perspectivas de crescimento brasileiro nesse mercado pelos próximos dez anos apontam para a necessidade de se discutir a valorização do produto nacional. “Nós vamos crescer quase 50% daqui até 2020, mas precisamos agregar valor a isto. Não basta sermos apenas exportadores de commodities”, disse em entrevista ao programa Revista Brasil, da Rádio Nacional de Brasília.

O presidente da I-UMA destaca três problemas fundamentais para o desafio de melhorar a competitividade dos produtos brasileiros: as altas taxas de juros, a valorização acentuada do dólar e a elevada carga tributária. “Nesse cenário, temos outro desafio, que é a infraestrutura do país”, acrescenta. José Américo da Silva organiza o encontro "Agregação de Valor nas Cadeias Produtivas da Economia Brasileira”, que ocorre em São Paulo nesta sexta-feira (18) e deve reunir especialistas, autoridades e entidades para discutir a competitividade da economia brasileira.

Fonte: Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *