Cooparaiso é eleita a cooperativa do ano por serviço a cafeicultores

Imprimir

A Cooparaiso ganhou o Prêmio Cooperativa do Ano 2012, com o projeto “Tecnologia a serviços dos cafeicultores”, conquistando a primeira colocação na categoria Inovação e Tecnologia. A entrega do reconhecimento nacional a 21 cooperativas aconteceu na noite de 20 de novembro, em Brasília, numa realização do Sistema OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras) e da Revista Globo Rural. O evento contou com a presença de lideranças do cooperativismo nacional e autoridades dos setores público e privado.

O Diretor Executivo, Rogério Couto Rosa Araújo (à direita na foto), e o gerente de desenvolvimento, Francisco Pereira Landi, receberam em Brasília a premiação da Cooparaiso. “Essa importante premiação reconhece o esforço que a Cooparaiso faz para servir ao produtor. Esse é o nosso papel, buscar soluções, também no campo tecnológico, que possam diminuir custos e aumentar a renda do produtor de café”, pontuou Rogério Araújo, explicando que as máquinas Aranha e Gafanhoto – que motivaram a premiação, foram alvo de atenção nacional pela sua inovação, funcionalidade e redução de custos da mão de obra.

Neste ano, além de mostrar o potencial do cooperativismo brasileiro, a premiação foi além. A oitava edição teve como tema “Cooperativas constroem um mundo melhor”, em comemoração ao Ano Internacional das Cooperativas – 2012. A data foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) como forma de reconhecer o setor que é responsável pela geração de trabalho e renda para 1 bilhão de pessoas em todo o mundo.

“O objetivo é destacar projetos de cooperativas que tenham proporcionado benefícios aos seus cooperados e à comunidade. A temática reflete não apenas o espírito cooperativista, mas também o compromisso do segmento com o desenvolvimento pessoal e a qualidade de vida dos seus associados”, disse o presidente do sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas. “Nosso objetivo foi premiar iniciativas de sucesso desenvolvidas por cooperativas de todos os ramos e portes, que tenham como meta a boa gestão e o crescimento do setor”, ressalta o presidente do Sistema OCB.

“Temos que começar a “bater tambor” e mostrar a força do cooperativismo. Afinal, o movimento tem feito um belo trabalho e muitas pessoas, principalmente nos grandes centros urbanos, ainda não o conhecem. O cooperativismo agrícola e de crédito são exemplos claros dessa expressividade, e os números comprovam isso”, disse o diretor de redação da revista Globo Rural, Bruno Blecher.

No total, foram inscritos 212 projetos de 138 cooperativas do Sistema OCB, de 20 estados brasileiros. Este ano, a premiação foi dividida por categorias, sendo sete no total. Qualquer cooperativa, não importa o ramo ou o porte, teve a oportunidade de inscrever um projeto por categoria. Foram elas: Desenvolvimento Sustentável; Cooperativa Cidadã; Comunicação e Difusão do Cooperativismo; Fidelização; Benefícios; Atendimento; e Inovação e Tecnologia.

O prêmio – A história do Prêmio Cooperativa do Ano começa em 2004. O Sistema OCB, em parceria com a revista Globo Rural, da Editora Globo, lançou a premiação com o objetivo de reconhecer os melhores trabalhos desenvolvidos pelo cooperativismo agropecuário. A cada edição, o prêmio foi se transformando, para que mais cooperativas pudessem participar e mostrar quantas experiências exemplares os 13 ramos são capazes de promover.

Fonte: Assessoria de Comunicação Cooparaiso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *