Concursos elegerão os melhores cafés do Espírito Santo

Imprimir

Para comemorar os 100 anos da presença do café conilon no Espírito Santo e incentivar a produção de café com melhor qualidade, será feito o 1º Concurso Estadual de Conilon de Qualidade. A inscrições começam nesta segunda-feira (10).

Todos os municípios produtores do conilon no estado poderão participar. Os cafeicultores poderão se inscrever até o dia 15 de outubro nas unidades do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), nas Secretarias Municipais de Agricultura, nas cooperativas de café, na Conilon Brasil e nos representantes da empresa Heringer.

O concurso será dividido em duas categorias, a "Natural" e a "Cereja Descascado". O regulamento prevê que o cafeicultor possua um lote entre 10 sacas e 320 sacas de cada amostra inscrita. Elas serão torradas de acordo com as normas da Specialty Coffee Association of América (SCAA) e a análise sensorial será feita dentro do Protocolo de Degustação de Robustas Finos.

Além da premiação em dinheiro, os cafés premiados serão comercializados com até 20% de ágio no mercado, dependendo do nível de qualidade, pela Cooperativa Agropecuária Centro Serrana (COOPEAVI) e pela Cooperativa Agrária dos Cafeicultores de São Gabriel (COOABRIEL). Os melhores cafés conilon do Espírito Santo serão conhecidos no mês de dezembro de 2012. Os cinco melhores em cada categoria vão receber premiação em dinheiro, troféus e produtos dos patrocinadores. Na categoria "Natural", o vencedor levará R$ 7 mil. Já no "Cereja Descascado", o prêmio para o ganhador é de R$ 8 mil.
Concurso comemora 100 anos do café conilon no estado. (Foto: Divulgação/Seag)Concurso comemora 100 anos do café conilon no estado. (Foto: Divulgação/Seag)

Café Arábica
Já estão abertas e prosseguem até do dia 14 de dezembro as inscrições do 12º Prêmio de Qualidade CAFUSO/UCC para os Cafés das Montanhas do Espírito Santo. Para participar, os cafeicultores podem apresentar as inscrições nas unidades do Incaper e na Cooperativa dos Cafeicultores das Montanhas do Espírito Santo. Nesta edição serão distribuídos R$ 135 mil em premiações, sendo R$ 20 mil para o grande campeão. Além dos prêmios em dinheiro, os 30 finalistas vão receber ágio na comercialização dos lotes de cafés e todos os premiados terão os lotes exportados para o Japão, para o lançamento de um blend edição especial com a marca Montanhas do Espírito Santo.

A avaliação vai levar em conta a qualidade dos lotes inscritos e as condições socioambientais das propriedades onde o café é produzido, observando a rastreabilidade do café, uso de fertilizantes e defensivos, gestão do solo, colheita e pós colheita, meio ambiente e conservação, gestão de resíduos e saúde e segurança do trabalhador. Para cada amostra inscrita, o cafeicultor participante deve ter em estoque um lote entre 20 sacas e 320 sacas de café.

Fonte: G1 ES

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *