Conab inspecionou quase 6 milhões de toneladas dos estoques públicos em 2016

Imprimir
A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) inspecionou no ano passado 5,87 milhões de toneladas de produtos agrícolas acomodados em 793 armazéns públicos e privados no País, que compõem os estoques do governo. Foram observadas as condições de armazenagem, conservação e a quantidade dos estoques armazenados, em nove etapas regulares de fiscalização dos estoques públicos de arroz, milho, feijão, café, trigo, farinha e fécula de mandioca, informou a Companhia em nota divulgada nesta quinta-feira, 19.

A Conab constatou perdas naturais em 3,9 mil toneladas de produtos, 1,36 mil toneladas estocadas fora do padrão de qualidade e 65,76 mil toneladas desviadas dos armazéns. Outras 127,3 toneladas de café, farinha de mandioca e feijão foram desclassificadas por perda de qualidade.

“Em todos os casos, os armazenadores responsáveis terão que restituir o estoque inicial em produto ou em dinheiro, conforme contrato de perda zero assinado entre as partes. Além disso, a armazenadora fica impossibilitada de operar com a Conab por dois anos”, explicou a Companhia. Os desvios são informados ao Ministério Público e à Polícia Federal.

Também foram vistoriadas operações de 549 pequenos criadores do Programa de Vendas em Balcão, que oferece produto dos estoques públicos a um custo compatível ao preço verificado no atacado. A utilização verificada do milho adquirido pelo programa foi considerada correta pelos fiscais.

Fonte: Estadão Conteúdo via Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *