Colômbia: broca chegou a níveis mais baixos da história do país

Imprimir

A Federação Nacional de Cafeicultores da Colômbia reportou uma forte redução na broca do café em todo o território colombiano. O gerente técnico da Federação, Ricardo Villaveces, disse que os níveis alcançados são os mais baixos em toda a história do setor.

Segundo ele, isso se deve aos altos níveis de umidade e desenvolvimento de diferentes programas de boas práticas agrícolas entre os cafeicultores do país. A porcentagem de infestação de café que chega ao local de armazenamento do país, Almacafé, onde se recebe um volume significativo de café produzido na Colômbia, caiu para 0,71% ao fechamento de junho.

"Essa boa notícia é mais um reflexo da constância e disciplina dos cafeicultores do país, que são conscientes da importância de colher o café cada vez que se matura e de repassar para evitar que as receitas futuras sejam afetadas por esse inseto prejudicial", disse Villaveces. "Os cafeicultores já não deixam grãos no solo, são cada vez mais cuidadosos e aplicam as práticas de Manejo Integrado da Broca desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisas de Café (Cenicafé)". A reportagem é do Caracol, traduzida e adaptada pela Equipe CaféPoint.

Fonte: CaféPoint

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *