Colheita de café será menor na safra 2019/20, estima Rabobank

Imprimir
O Brasil deve produzir entre 55 milhões e 56 milhões de sacas de café na safra 2019/20, que está em início de desenvolvimento e será colhida no primeiro semestre do ano que vem, segundo projeção do banco holandês Rabobank. Para a atual safra, o banco estima que a colheita tenha somado 56,8 milhões de sacas, abaixo das cerca de 60 milhões estimadas pela Conab e das quase 64 milhões recentemente divulgadas pelo Departamento de Agricultura dos EUA (USDA).

Para o Rabobank, a produção de arábica deve ficar entre 37 milhões e 38 milhões de sacas em 2019/20, abaixo das 41 milhões de 2018/19, em decorrência da bienalidade negativa do ciclo. Mas o conilon deve surpreender e se recuperar, atingindo uma produção entre 17 milhões e 18 milhões de sacas em 2019/20. No ciclo atual, foram 15,8 milhões de sacas, segundo o banco.

“O que vai surpreender é o conilon. Não está faltando chuva nas regiões produtoras do Brasil”, disse Guilherme Morya, analista de café do banco, durante apresentação no 26º Encafé.

No entanto, diante das previsões indicando grande possibilidade de ocorrência do fenômeno El Niño, é preciso monitorar como a safra de conilon brasileira vai se comportar, afirmou. Ele lembrou que foi durante a ocorrência do último El Nino, entre 2015 e 2016, que o Espírito Santo, principal Estado produtor da espécie, sofreu uma forte seca, que derrubou a safra do grão. “Tem de monitorar a extensão do fenômeno”.

Fonte: Valor Econômico (Por Alda do Amaral Rocha – a jornalista viajou a convite da Associação Brasileira da Indústria do Café – Abic)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *