CMN aprova prorrogação das dívidas de cafeicultores com estocagem

Imprimir

As operações de estocagem de café, contratadas no ano passado e nos primeiros meses deste ano, poderão ser pagas em junho. O prazo para quem se interessar em renegociar as dívidas termina no dia 31 de maio.

A vantagem agora é que o agricultor poderá pagar o financiamento em até 12 meses, antes o pagamento era feito em apenas duas parcelas. Os juros continuam sendo de 5.5% ao ano.

A decisão do CMN – Conselho Monetário Nacional vai beneficiar dois mil contratos, no valor total de R$ 600 milhões.

Já o novo preço de mínimo de garantia do café, esperado pelos produtores, ainda não foi definido pelo governo. Segundo o secretário adjunto de Política Econômica do Ministério da Fazenda, João Rabelo, essa medida ainda está sendo discutida entre os ministérios.

O Conselho Monetário Nacional também ampliou o prazo pra que os produtores de maçã, que enfrentaram problemas com chuva de granizo, renegociem as dívidas. A nova data é 15 de junho.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *