Chuvas tardias na Índia afetam safra 2012/13 de café

Imprimir

A produção de café da India na safra 2012/13 deverá cair ante ao ano corrente devido ao atraso das chuvas nas principais regiões cafeicultoras do país, que afeta as lavouras de robusta, de acordo com executivos da indústria local.

O país, o terceiro maior produtor de café da Ásia, espera produzir cerca de 320.000 toneladas na safra 2011/12, que se encerra em 30 de setembro, segundo estimativas do Conselho de Café da India.

"Normalmente, as chuvas deveriam incidir no início de março. Mas, neste ano, elas vieram muito tarde e nós perdemos grande parte da safra de robusta", disse K.P. Ganapathy, vice-presidente da Associação dos Produtores de Karnataka.

As chuvas de florada, também conhecidas como chuvas pré-monção, auxiliam na abertura das floras e no desenvolvimento dos grãos, processo que normalmente dura de sete a oito meses. A variedade robusta responde por 70% da produção total de café da India.

A queda esperada na produção poderá afetar as exportações indianas, que já estão lentas devido ao enfraquecimento da demanda dos países europeus, em meio ao arrefecimento econômico. O país exporta quase 70% da sua produção e países europeus respondem por cerca de metade dos embarques totais da India.

Executivos da indústria afirmam que ainda é muito cedo para apontar qualquer estimativa de produção e o volume exato deverá ser conhecido em julho ou agosto.

As chuvas também não foram uniformes neste ano e cerca de 40% das áreas produtoras ainda não registraram incidência de chuvas, disse um executivo de uma corretora local.

O estado de Karnataka, no sul da India, é a maior região produtora de café do país, responsável por 70% da produção nacional. Os estados vizinhos de Kerala e Tamil Nadu também são importantes produtores.

As chuvas começaram há cinco ou seis dias e, caso continuem, o estrago sera limitado à safra de arábica do país, segundo Anil Kumar Bhandari, membro do Conselho de Café, completando que a safra de robusta não deverá se beneficiar das chuvas tardias. As informações partem de agências internacionais.

Fonte: Agência Safras

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *