Chuvas não devem atrapalhar andamento da colheita de café e secagem dos grãos

Imprimir

A colheita do café seguiu em ritmo bastante acelerado nessa última semana, com isso, quase 93% dos cafezais de São Paulo e Minas Gerais já foram colhidos. Durante todo esse período as condições meteorológicas foram excepcionais, com tempo aberto, sem chuva e temperaturas em elevação. Como as condições estão favoráveis, a secagem dos grãos também está transcorrendo sem nenhum problema, o que vem resultando em grãos com excelente qualidade, tanto físicas quanto de bebida. Desse modo, alguns comercializadores já relatam a dificuldade de se encontrar no mercado, cafés tipo 7 e de bebida dura para pior e rio. 

No entanto, começa a ficar claro que as geadas ocorridas no final de junho e no inicio de agosto afetaram várias lavouras de café das regiões sul de Minas Gerais e de São Paulo, com isso haverá uma redução na produção de café do ano que vem, ou seja, da safra 2012. Já que esses cafés afetados pelas geadas não terão condições de florescer esse ano e, portanto, produzir. Contudo, ainda esses valores de reduções na produção da próxima safra ainda são incertos, mas já é fato que haverá reduções. 

Para a próxima safra, tanto os cafeicultores quanto a cadeia do agronegócio do café estão voltados para o retorno das chuvas, pois assim que elas ocorreram, irá ocorrer o florescimento da grande maioria dos cafezais paulistas e mineiros. E isso será primordial para se ter uma idéia do tamanho da safra, já que essa próxima safra será de alta. E segundo os modelos meteorológicos a tendência é que as chuvas retornem entre os dias 10 e 15 de setembro, com volumes acumulados superiores aos 10 milímetros, quantidade suficiente para provocar a abertura dos botões florais. 

Já para essa semana, não há previsões de chuvas que possam atrapalhar o andamento e finalização da colheita e secagem dos grãos. 

Fonte: Somar Meteorologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *