Chuva deve atrapalhar colheita do café no norte do Paraná

Imprimir

O fim de semana deve ser tranquilo para os produtores de café, pelo menos em termos de baixa temperatura, que trazem risco de geadas nos cafezais. Uma frente fria, no entanto, está estacionada entre o Paraná e Mato Grosso do Sul principalmente, provocando chuvas. Isso deve levar à paralisação da colheita do grão no norte do Paraná. A umidade pode comprometer a qualidade do produto. "Entre hoje e domingo, o acumulado de chuva no norte paranaense deve alcançar cerca de 30 mm, o que é considerado elevado para esta época seca do ano", informa o meteorologista Celso Oliveira, da Somar.

As lavouras de café do oeste de São Paulo também devem receber água no período, mas em volume mais fraco, entre 5 mm e 10 mm. No sul de Minas, principal região produtora de café do País, a previsão é de apenas chuvas isoladas, de fraca intensidade. Não há previsão de chuva para o cerrado mineiro, nem para a mogiana paulista. As lavouras do Espírito Santo também devem continuar secas, com expectativa de algum volume de água por volta da próxima quarta-feira (6), informa a Somar.

O meteorologista acrescenta que uma onda de frio já pode ser observada hoje sobre a Região Sul, com mínima de até 1 grau, em particular em áreas de fronteira. No entanto, essa massa de ar polar deve chegar enfraquecida ao norte do Paraná, na semana que vem. A temperatura mínima esperada deve ficar em cerca de 7 graus. Oliveira comenta que a expectativa é de elevação da temperatura em meados de julho, em um curto veranico de cerca de uma semana. "A sensação de calor deve ser similar à que tivemos no início deste inverno, que começou em 21 de junho passado", conclui.

Fonte: Agência Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *