Carlos Brando é o novo presidente do conselho mundial da Plataforma Global do Café (GCP)

Imprimir
A Plataforma Global do Café (GCP), que representa mais de 150 “stakeholders” do agronegócio café mundial, nomeou Carlos Brando seu novo presidente do Conselho. Brando presidiu o conselho pela primeira vez nos dias 5 e 6 de abril na Inglaterra, em reunião focada em assuntos estratégicos, e participou das reuniões da OIC no México, representando também a Plataforma, que tem um Memorando de Entendimento com a Organização e começa agora um projeto em parceria com ela sobre indicadores de sustentabilidade.

Além de facilitar a governança estratégica “multi-stakeholder” da Plataforma, Brando está posicionado para fortalecer as relações entre a GCP e os órgãos doadores internacionais, assegurando que mais e mais dos US$ 350 milhões gastos anualmente com a sustentabilidade do café estejam alinhados a uma agenda setorial compartilhada, melhor coordenada e, portanto, mais eficaz. Para fazer isso, Brando propõe aumentar a escala na qual a GCP atua coletivamente nas prioridades locais para aumentar a disponibilidade de café produzido de forma sustentável e canalizar valor agregado para os produtores.

A ênfase de Carlos Brando na ação local deve ajudar a buscar recursos e fortalecer ainda mais a atual cooperação da GCP com as Plataformas Sustentáveis do Café público-privadas dos países produtores que definem suas próprias prioridades e linhas de ação, como os Currículos Nacionais de Sustentabilidade e seus indicadores que usam o Código de Base da GCP como referência de partida.

Atualmente, o Conselho da GCP é composto por 14 membros que representam alguns dos atores mais importantes do setor cafeeiro – organizações de produtores como a Federação Nacional dos Cafeicultores da Colômbia (FNC) e o Conselho Nacional do Café (CNC), representado pela Cooxupé, traders e indústrias, como a Olam International, a Volcafé, a Mother Parker’s, a Nestlé e a Jacob Douwe Egberts (JDE), e organizações da sociedade civil, como a Conservation International e a Rainforest Alliance.

Carlos Brando é engenheiro civil pela Escola Politécnica da USP com pós-graduação a nível de doutorado no Massachusetts Institute of Technology (MIT). Ele é diretor da P&A Marketing que prestou consultoria para a Organização Internacional do Café (OIC), a Iniciativa de Comércio Sustentável (IDH), o Banco Mundial e muitas outras empresas e instituições. Carlos coordenou projetos de café em mais de 50 países nos 5 continentes, incluindo todas as principais áreas de cultivo de café do Brasil. Ex-membro dos conselhos da UTZ e da Ipanema Coffees, Brando é hoje conselheiro do Coffee Quality Institute e vice-presidente do conselho dos Museu do Café de Santos e da Imigração em São Paulo. Em 2017, recebeu o prêmio Lifetime Achievement Award da Associação Africana de Cafés Especiais (AFCA) e, em 2016, o Prêmio de Personalidade do Agronegócio do Ano do Instituto Agronômico de Campinas (IAC).

Fonte: ADS Comunicação Corporativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *