Cápsulas biodegradáveis chegam ao mercado brasileiro

Imprimir
SF Agro

O Brasil é um dos maiores produtores de café do mundo e também é um dos primeiros em consumo da bebida. Com isso, a empresária Mônica Leonardi deseja, por meio de sua empresa, criar uma grande oportunidade ao mercado brasileiro, visto que este processo é considerado novo no país. A Cápsula Leonardi foi desenvolvida com o objetivo de oferecer praticidade e satisfação em suas cápsulas de café espresso biodegradáveis, que foram desenvolvidas com um sabor próprio para o mercado brasileiro. Aliado a esse fato as máquinas La Spaziale estão preparadas para atender a demanda da extração com as cápsulas da Leonardi para o mercado de food service.

Na Europa, essa nova tendência, que está revolucionando o mercado, ganhou notoriedade há mais de 4 anos. “Acredito que este seja um mercado em total expansão no Brasil e as cápsulas terão uma grande fatia no mercado de food service”, diz Mônica Leonardi, diretora da Leonardi.

Qualidade do café

Com a dificuldade de mão de obra as empresas estão sempre em busca de soluções para manter a qualidade de seus produtos. Sendo assim, as cápsulas passam a ser uma grande aliada para atender uma simples vontade cotidiana, ganhando cada vez mais o mercado dentro das casas e escritórios, além dos bares, hotéis, cafés e restaurantes.

“O mercado de café está em constante transformação e nosso principal objetivo é estimular o desenvolvimento de cápsulas de café no Brasil, defender o setor de torrefação nacional, manter a qualidade do café expresso brasileiro e nos preocupar com a saúde e a responsabilidade com o meio ambiente”, afirma Mônica.

As cápsulas conseguem oferecer um excelente café espresso para os clientes, prezando sempre a qualidade, a extração perfeita e o custo-benefício. Com essa evolução os torrefadores poderão oferecer aos consumidores um produto na xícara com padronização e facilidade no preparo.

Cápsulas Biodegradáveis

As cápsulas são produzidas com material biodegradável a base de polipropileno aditivado, que propicia a decomposição em tempo menor que as capsulas somente em polipropileno. O envase do produto é totalmente automatizado, com produção diária em torno de 40 mil unidades. As cápsulas são embaladas em filme de alumínio, o que garante a durabilidade do produto. Esse tipo de produto não oxida, porque ele é mantido no nitrogênio. A cápsula, que tem fechamento individual, é livre do oxigênio e mantem o café dentro dela sempre fresco, a fim de conservar a qualidade, o aroma e sabor do produto.

Artigo original do site SF Agro | Farming Brasil: http://sfagro.uol.com.br/cafe-capsulas-biodegradaveis-chegam-ao-mercado-brasileiro/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *