Cafés especiais: americanos visitam a UFLA para conhecer estudos em pós-colheita e qualidade

Imprimir

Na semana passada, um grupo de provadores, torrefadores e consultores americanos participou da primeira Science Origin Trip, visita técnica ao Brasil organizada pela Associação Americana de Cafés Especiais (SCAA – sigla Inglesa). A Universidade Federal de Lavras (UFLA) foi escolhida para fazer parte do roteiro e receber o grupo de especialistas em cafés especiais, interessados em conhecer as pesquisas desenvolvidas pela equipe do professor Flávio Meira Borém, com foco em cafés especiais e tecnologias pós-colheita.

O roteiro foi organizado pelo gerente de promoções da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), Thiago Trovo, que ressaltou a excelência da universidade em pesquisas científicas para os cafés deste segmento. Para ele, o grupo demonstrou especial interesse nas estruturas da universidade e nas pesquisas que relacionam a qualidade do café a diferentes ambientes de produção.

O grupo americano é liderado pela gerente de estudos científicos da SCAA, Emma Bladyka, que enfatizou uma nova imagem do Brasil no mercado consumidor de cafés de qualidade. Ela faz parte de uma nova geração de profissionais que têm percebido o Brasil como um país capaz de fornecer uma grande diversidade de características e atributos sensoriais.

De acordo com o professor Borém, o propósito da visita técnica é propiciar uma imersão na ciência que existe por trás do café especial produzido no Brasil, o que tem despertado muito interesse de compradores no mundo inteiro. Além de apresentar os estudos desenvolvidos na Universidade, o professor também organizou, com a ajuda de estudantes, uma degustação comentada de cafés de diferentes regiões brasileiras. Ele também enfatizou o orgulho de ter a UFLA entre as instituições de pesquisa anfitriões desta iniciativa.

Fonte: Ascom Ufla

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *